Faz-me Companhia marca o regresso do cinema português ao grande ecrã

O cinema começa aos poucos a voltar à normalidade, mas ainda há muitos poucos filmes para estrear. E o cinema português pode aproveitar-se disso.

Faz-me Companhia, de Gonçalo Almeida, é a nova película que marca o regresso do cinema português ao grande ecrã.

A estreia está marcada para 2 de julho. Faz-me Companhia é a primeira longa-metragem do realizador, que teve a sua estreia no festival de cinema de terror MOTELX, onde esteve em competição para Melhor Longa de Terror Europeia/’Méliès d’Argent.

O filme representa as diferentes facetas de Gonçalo Almeida, num triângulo amoroso entre duas mulheres e um fantasma. Uma história de mistério que começa quando Sílvia (Cleia Almeida) aluga uma casa para o fim-de-semana no sul de Portugal, com a intenção de se encontrar com Clara (Filipa Areosa), a sua amante secreta. Entre mergulhos na piscina e banhos de sol, o fim-de-semana perfeito a dois começa a ser perturbado por um mal misterioso.

À medida que o filme avança, estranhos eventos ocorrem na casa, causando um impacto permanente na relação e na vida destas duas mulheres. O filme vai ter ainda uma pequena participação de Eunice Munõz.

Sigam-nos

10,851FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
632SeguidoresSeguir

Relacionados

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Braga. Nova unidade hospitalar abre a 2 de novembro

Este projeto envolveu um investimento de 10 milhões de euros por parte do grupo Lusíadas Saúde resulta de um acordo com a Santa Casa da Misericórdia de Braga.

Antevisão – Astro’s Playroom. Duplamente sensacional

O novo comando da PlayStation 5 é a estrela desta experiência.