Far Cry 6 e Rainbow Six Quarantine adiados para o meio de 2021

A razão? A COVID-19.

Far Cry 6
- Publicidade -

A Ubisoft adiou dois dos seus futuros jogos que estavam programados para o início de 2021, Far Cry 6 e Rainbow Six Quarantine.

O adiamento não deverá ser muito grande, mas coloca os dois projetos numa nova janela fiscal, a de 2021-2022, o que poderá enviar os títulos para mais tarde relativamente ao inicialmente previsto.

Em comunicado, a Ubisoft explica que a decisão de adiar estes títulos se deve aos desafios de produção causados pela COVID-19, que tem impedido os estúdios de trabalharem em toda a sua capacidade ideal desta forma. Portanto, só com mais tempo é que a empresa poderá garantir produtos mais otimizados.

Apesar de não terem sido adiantadas novas datas, a Ubisoft espera lançar o jogo durante a primeira metade de 2021, já no novo ano fiscal da empresa, que começa em abril e termina em março de 2022.

Fonte:Ubisoft
- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Sigam-nos

12,931FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
656SeguidoresSeguir

Relacionados

Riders Republic, o jogo de desportos radicais da Ubisoft, foi adiado

Tinha data de lançamento originalmente marcada para dia 25 de fevereiro.

A Lucasfilm Games e a Ubisoft estão a trabalhar num novo jogo de Star Wars

Mais uma novidade para o emocionante futuro da franquia nos videojogos.

Análise – Immortals: Fenyx Rising

A nova aposta em "mundos abertos" da Ubisoft, é a melhor alternativa de um The Legend of Zelda: Breath of the Wild fora da Nintendo Switch.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

A Vida do Sousa. Série protagonizada por Hugo Sousa chegou ao YouTube

Uma excelente oportunidade para quem não conseguiu ver a série na SIC Radical.

Lisboa Comedy Club ganha uma segunda vida

Para já, e enquanto não é possível receber público, podem alugar espetáculos e mandar vir hambúrgueres através do Uber Eats.

Neowintech – Um marketplace de última geração para as vossas finanças

Costuma dizer-se que a mudança é a única constante no mundo, e as coisas parecem ser mesmo assim.