Nova fábrica de comboios em Portugal vai ficar localizada em Ovar

- Publicidade -

O projeto irá contribuir para a criação de emprego qualificado nesta região.

A Salvador Caetano e a Stadler assinaram hoje, no Porto, uma aliança estratégica para a criação de uma fábrica de veículos ferroviários na cidade de Ovar, localizada no distrito de Aveiro, que pretende revolucionar a área da mobilidade em Portugal. O principal objetivo do futuro investimento é a produção, entre outros, dos 117 comboios, que estão previstos no âmbito de um concurso público que a Comboios de Portugal (CP) lançou em 2021. Este investimento vai ser complementado com a construção de uma oficina de manutenção em Guifões, no distrito do Porto.

O Grupo Salvador Caetano, com um volume de negócios de 2,9 mil milhões de euros em 2022, presente em 41 países e 3 continentes, conseguirá através desta parceria uma maior diversificação das suas linhas de negócio, entrando no setor da produção de veículos ferroviários. Desta forma, junta agora o setor ferroviário à sua longa atividade industrial nas áreas de produção automóvel, autocarros e aeronáutica; distribuição automóvel; serviços de mobilidade flexível; bem como o desenvolvimento de soluções de mobilidade elétrica, incluindo o hidrogénio.

A indústria ferroviária é uma das indústrias com melhor perspetiva a longo prazo face à importância dos caminhos-de-ferro na mobilidade futura, contribuindo de forma sustentada para que sejam atingidos os objetivos de descarbonização estabelecidos pela União Europeia, que visam a neutralidade climática até 2050.

O acordo vai dar um impulso considerável à indústria ferroviária portuguesa, que atualmente não dispõe de nenhuma fábrica de comboios, acelerando a participação de empresas portuguesas no fornecimento de componentes de outros sectores industriais.

A Stadler, que alcançou um volume de negócios de 3,8 mil milhões de francos suíços em 2022, irá acrescentar esta fábrica à Divisão responsável da Península Ibérica consolidando, assim, a sua presença em Portugal.

Recorde-se que em novembro de 2020, a CP e a Stadler assinaram um contrato para projetar e construir 22 comboios regionais do modelo FLIRT. O acordo inclui 10 carruagens elétricas, 12 unidades bimodais, serviço de manutenção por um mínimo de 4 anos, assim como a prestação de serviços de formação. O contrato pressupõe a renovação da frota ferroviária regional e integrou parte do plano de renovação do material circulante do operador português.

Em maio de 2021, o Metropolitano de Lisboa adquiriu 14 Metros de 3 carruagens à Stadler, uma encomenda que incluía também a manutenção preventiva e corretiva de todo o equipamento durante os primeiros três anos do projeto, bem como o fornecimento de peças sobressalentes e de peças para a frota por mais dois anos. No mesmo ano, em novembro, a Stadler assinou um contrato com o operador ferroviário de carga Medway, para a compra de 16 locomotivas elétricas e de dupla voltagem interoperáveis EURO6000, com a maior capacidade de tração disponível no mercado.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Relacionados

Mais recentes