Experiência multimédia junta a arte de Salvador Dali a artistas portugueses

- Publicidade -

Um espetáculo baseado num dos textos mais importantes da literatura mundial de todos os tempos.

Apontem na agenda o dia 9 de outubro, pois é nessa data que o Armazém 16, na zona de Marvila, em Lisboa, recebe uma proposta surpreendente: A Arte de Dali & A Música Contemporânea.

Trata-se de uma experiência imersiva que une o universo da arte, luz, música e cor, através de uma viagem sensorial pelos três núcleos retratados na aclamada obra de Dante, A Divina Comédia. Uma viagem tripartida pelo Paraíso, Purgatório e Inferno que conta com as atuações de Teresa Salgueiro, Tó Trips e Mão Morta, que representam respetivamente cada um destes núcleos e cujas obras serão projetadas ao mesmo tempo que atuam.

A música surge aqui como o laço forte que une todas as artes que compõem este evento. Ela é uma linguagem universal, não importa o estilo ou ritmo; é transversal e um elo de ligação entre as pessoas.

Este espetáculo, baseado num dos textos mais importantes da literatura mundial de todos os tempos, convoca a si o universo das artes plásticas e da música contemporânea.

No final do trajeto haverá outro espaço cénico que vai explorar a dimensão visual e sonora através da atuação de três artistas do panorama musical português. Cada uma das apresentações retratará uma das temáticas.

Quanto aos bilhetes, são postos à venda este sábado, dia 7 de agosto.

- Publicidade -
- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

Vila Galé em Tomar deverá estar pronto até novembro de 2023

E será uma unidade hoteleira de cinco estrelas.

Arcade Fire no Campo Pequeno – A música vence sempre?

A banda canadiana recordou-nos que é obreira de alguma da melhor música das últimas duas décadas. O resto? Pois, o resto logo se verá.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Vila Galé em Tomar deverá estar pronto até novembro de 2023

E será uma unidade hoteleira de cinco estrelas.

Arcade Fire no Campo Pequeno – A música vence sempre?

A banda canadiana recordou-nos que é obreira de alguma da melhor música das últimas duas décadas. O resto? Pois, o resto logo se verá.