Expansão do Metro de Lisboa ficará muito mais cara que o previsto

- Publicidade -

Mais 222 milhões de euros, para sermos precisos.

Metro de Lisboa continua a expandir, de modo a acompanhar a evolução da cidade de Lisboa. Fomenta a acessibilidade e a conectividade em transporte público, promove a redução dos tempos de deslocação, a descabornização e a mobilidade sustentável.

O Metro de Lisboa rapidamente se expandiu no centro da capital portuguesa e chegou a outros concelhos limítrofes, numa lógica de apoio ao planeamento integrado dos transportes urbanos com os suburbanos, disponibilizando interfaces que conjugam e integram vários modos de transportes.

No futuro, mais especificamente em 2026, através do prolongamento da linha vermelha de São Sebastião a Alcântara, o Metro de Lisboa disponibilizará mais quatro novas estações. Numa extensão de cerca de quatro quilómetros, Lisboa poderá usufruir das estações Campolide/Amoreiras, Campo de Ourique, Infante Santo e Alcântara.

Até aqui, já se sabia que o prolongamento da linha vermelha se encontrava previsto no Plano de Recuperação e Resiliência 2021/2026, contando com um investimento europeu de 304 milhões de euros. Mas afinal, esse montante será bem superior. Tudo devido à inflação dos preços dos materiais.

Na semana passada, após mais uma reunião do Conselho de Ministros, foi autorizada a despesa relativa à expansão da Linha Vermelha do Metropolitano de Lisboa. Por outras palavras, a expansão da linha vermelha do Metropolitano de Lisboa até Alcântara vai custar mais 25% do que o valor anteriormente estimado.

“Sucede que ocorreram vicissitudes que determinaram um acréscimo dos custos envolvidos na concretização do empreendimento que integra este plano de expansão, com fundamento na alteração do mercado da construção e obras públicas, o que, aliado aos tempos dos procedimentos da contratação pública em causa, tornaram os valores então contratualizados insuficientes”, lê-se em Diário da República.

Assim, e “no caso particular da expansão da Linha Vermelha até Alcântara, relativamente às estimativas iniciais em fase de estudo de viabilidade concluído em novembro de 2020, a atualização de preços ocorrida entre a conclusão do referido estudo e o momento em que se estima iniciar o procedimento de contratação pública da empreitada, em 2022, aumentou cerca de 25%, o que se traduz num acréscimo ao custo total do investimento de 101,4 milhões de euros”.

Linha circular do Metro de Lisboa também fica muito mais cara

As más notícias não acabam por aqui, uma vez que há um outro aumento para além do anteriormente anunciado, novamente pelos mesmos motivos. É que a linha circular, que prevê ligar a estação do Rato ao Cais do Sodré, naquela que será uma empreitada para o prolongamento das linhas amarela e verde, vai também ficar muito mais cara.

A reprogramação dos encargos plurianuais relativos ao Plano de Expansão do Metropolitano de Lisboa fará com que esta obra passe dos 210 milhões de euros anteriormente previstos para os 331 milhões de euros, um aumento de 121 milhões de euros.

- Publicidade -

1 Comentário

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Relacionados

- Publicidade -

Mais recentes