As exceções na proibição de circulação entre concelhos

Como seria de esperar, e tal como em alturas anteriores, há exceções que devem conhecer.

proibição circulação
- Publicidade -

Depois de o Estado de Emergência ter sido renovado, os portugueses ficaram a conhecer as novas medidas em vigor, entre as quais está a proibição de circulação entre concelho entre as 23h de 27 de novembro e as 5h de 2 de dezembro e entre as 23h de 4 de dezembro e as 23h59 de 8 de dezembro, “salvo por motivos de saúde ou por outros motivos de urgência imperiosa”.

Pois bem, e tal como em decisões anteriores, eis que existe um conjunto de exceções que todos devem ficar a par. Contudo, e contrariamente ao que aconteceu no passado, a circulação entre concelhos para assistir a espetáculos culturais não é uma das exceções.

Vamos então consultar o que diz o decreto-lei e as suas respetivas exceções:

  • Deslocações para desempenho de funções profissionais ou equiparadas, conforme atestado por: Declaração emitida pela entidade empregadora ou equiparada; De compromisso de honra, se a deslocação se realizar entre concelhos limítrofes ao do domicílio ou na mesma área metropolitana, bem como no caso de se tratar de trabalhadores do setor agrícola, pecuário e das pescas; Declaração emitida pelo próprio, no caso dos trabalhadores independentes, empresários em nome individual ou membros de órgão estatutário;
  • Deslocações no exercício das respetivas funções ou por causa delas, sem necessidade de declaração emitida pela entidade empregadora ou equiparada: De profissionais de saúde e outros trabalhadores de instituições de saúde e de apoio social, bem como de pessoal docente e não docente dos estabelecimentos escolares; De pessoal dos agentes de proteção civil, das forças e serviços de segurança, militares, militarizados e pessoal civil das Forças Armadas e inspetores da Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE); De titulares dos órgãos de soberania, dirigentes dos parceiros sociais e dos partidos políticos representados na Assembleia da República e pessoas portadoras de livre-trânsito emitido nos termos legais; De ministros de culto, mediante credenciação pelos órgãos competentes da respetiva igreja ou comunidade religiosa, nos termos do n.º 2 do artigo 15.º da Lei n.º 16/2001, de 22 de junho, na sua redação atual; De pessoal das missões diplomáticas, consulares e das organizações internacionais localizadas em Portugal, desde que relacionadas com o desempenho de funções oficiais;
  • Deslocações de menores e seus acompanhantes para estabelecimentos escolares, creches e atividades de tempos livres, bem como às deslocações de estudantes para instituições de ensino superior ou outros estabelecimentos escolares;
  • Deslocações dos utentes e seus acompanhantes para Centros de Atividades Ocupacionais e Centros de Dia;
  • Deslocações para a frequência de formação e realização de provas e exames, bem como de inspeções;
  • Deslocações para participação em atos processuais junto das entidades judiciárias ou em atos da competência de notários, advogados, solicitadores, conservadores e oficiais de registos, bem como para atendimento em serviços públicos, desde que munidos de um comprovativo do respetivo agendamento;
  • Deslocações necessárias para saída de território nacional continental;
  • Deslocações de cidadãos não residentes para locais de permanência comprovada;
  • Deslocações por outras razões familiares imperativas, designadamente o cumprimento de partilha de responsabilidades parentais, conforme determinada por acordo entre os titulares das mesmas ou pelo tribunal competente;
  • Retorno ao domicílio.
- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

Proibida a circulação entre concelhos nos feriados de dezembro

E as aulas serão suspensas a 30 de novembro e 7 de dezembro.

Afinal, quais são as exceções à proibição de circulação durante o Estado de Emergência?

São muitas na verdade. O Governo pede apenas "civismo e bom senso".

As várias exceções para a proibição de circulação entre concelhos de 30 de outubro a 3 de novembro

Podem "furar" essa proibição se tiverem bilhete para assistir a um espetáculo cultural. Têm é de ter o bilhete convosco.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

1Click é o primeiro serviço de subscrição mensal de lentes de contacto em Portugal

E promete-se preços competitivos. Nasce com a promessa de descomplicar o dia-a-dia e melhorar a experiência online dos utilizadores de...

MUSA Cascais só regressa em 2022

Fica para julho de 2022.

Shopopop. Esta app permite que qualquer um aproveite as deslocações diárias para entregar encomendas (e paga por isso)

A Shopopop é a primeira empresa do género a atuar em Portugal e já está disponível em Lisboa, Montijo e Setúbal.