Estado de Emergência aprovado. Fica em vigor até 23 de novembro

Há uma série de medidas a ter em conta.

máscaras de proteção
- Publicidade -

Desde há uns dias que o primeiro-ministro António Costa referiu que estava a ser pressionado para avançar com o Estado de Emergência, de modo a que medidas adicionais pudessem ser consideradas. Agora, eis que o Estado de Emergência acaba de ser aprovado na Assembleia de República.

Com a duração de 15 dias, este novo Estado de Emergência inicia-se às 00h da próxima segunda-feira, dia 9 de novembro, e termina às 23h59 de 23 de novembro, sem prejuízo de eventuais renovações, nos termos da lei.

Na prática, o que significa este novo Estado de Emergência?

Para já, a evolução da pandemia de COVID-19 justifica garantias reforçadas da segurança jurídica de medidas adotadas ou a adotar pelas autoridades competentes para a correspondente prevenção e resposta, em domínios como os da convocação de recursos humanos para rastreio, do controlo do estado de saúde das pessoas, da liberdade de deslocação e da utilização de meios do setor privado e social ou cooperativo.

A declaração do Estado de Emergência abrange todo o território nacional. Como tal, eis algumas das possíveis medidas do decreto:

  • Proibição de circulação na via pública durante determinados períodos do dia ou determinados dias da semana;
  • Utilização dos recursos, meios e estabelecimentos de prestação de cuidados de saúde integrados nos setores privado, social e cooperativo, mediante justa compensação, em função do necessário para assegurar o tratamento de doentes com COVID-19 ou a manutenção da atividade assistencial relativamente a outras patologias;
  • Mobilização de quaisquer colaboradores de entidades públicas, privadas, do setor social ou cooperativo, independentemente do respetivo tipo de vínculo ou conteúdo funcional e mesmo não sendo profissionais de saúde, designadamente servidores públicos em isolamento profilático ou abrangidos pelo regime excecional de proteção de imunodeprimidos e doentes crónicos, para apoiar as autoridades e serviços de saúde, nomeadamente na realização de inquéritos epidemiológicos, no rastreio de contactos e no seguimento de pessoas em vigilância ativa;
  • Impor a realização de controlos de temperatura corporal, por meios não invasivos, assim como a realização de testes de diagnóstico de SARS-CoV-2, designadamente para efeitos de acesso e permanência no local de trabalho ou como condição de acesso a serviços ou instituições públicas, estabelecimentos educativos e espaços comerciais, culturais ou desportivos, na utilização de meios de transporte ou relativamente a pessoas institucionalizadas ou acolhidas em estruturas residenciais, estabelecimentos de saúde, estabelecimentos prisionais ou centros educativos e respetivos trabalhadores.
- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

Estado de Emergência. Eis as medidas para o Natal e passagem de ano

Basicamente, um prolongamento das medidas já em vigor.

Proibida a circulação entre concelhos nos feriados de dezembro

E as aulas serão suspensas a 30 de novembro e 7 de dezembro.

Lojas Pingo Doce vão abrir às 6h30 nos próximos fins de semana

Uma medida que surge em resposta às restrições de circulação.

Afinal, quais são as exceções à proibição de circulação durante o Estado de Emergência?

São muitas na verdade. O Governo pede apenas "civismo e bom senso".
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Carris Metropolitana. Divulgados os horários da Área 4

Já se podem orientar nos municípios de Alcochete, Moita, Montijo, Palmela e Setúbal. São os horários da Área 4.

Primeiro teaser de Andor mostra como Star Wars poderá contar histórias de espionagem

Diego Luna regressa como Andor, numa prequela de Rogue One.

Nova atualização de Gran Turismo 7 adiciona novos carros e eventos

Com destaque para vencedor das 24 Horas de Le Mans, o novo Toyota GR010 HYBRID.