Escadas rolantes no metro da Baixa-Chiado deverão voltar a funcionar no final deste mês

- Publicidade -

De acordo com dados recolhidos antes da pandemia, pela estação passam diariamente cerca de 40.000 pessoas.

O início desta semana ficou marcado por um tweet que, de alguma forma, se tornou viral. O tweet mostra dois idosos a subir um dos lances de escadas da estação do metro da Baixa-Chiado. Tratando-se de idosos, que se cansam, naturalmente, mais depressa que os mais jovens, não tendo já tanta resistência corporal, seria de esperar que pudessem utilizar as escadas rolantes. Mas não foi o caso. E infelizmente, esta não é uma situação isolada, até porque é bastante raro todas as escalas rolantes da Estação Baixa-Chiado estarem a funcionar. “O retrato perfeito de um país estagnado. Deprimente”, termina o autor do tweet.

Ciente ou não da situação, a verdade é que a Metropolitano de Lisboa tem de resolver este problema que, inevitavelmente, obriga os cidadãos a usar as escadas com cerca de 39 metros de profundidade. E de acordo com a SIC Notícias, já existe uma data: até ao final deste mês de outubro, prevê-se que todos os equipamentos da estação Baixo-Chiado estejam a funcionar. Ou seja, todas as 12 escadas rolantes da estação (quatro para aceder à rua do Crucifixo e oito para chegar ao Largo do Chiado) estarão em pleno funcionamento muito em breve.

Curiosamente, no passado mês de setembro, fonte oficial do Metropolitano de Lisboa referiu à revista Sábado que a conclusão dos trabalhos de reabilitação das escadas que não foram alvo de intervenção até 2020 somente deveriam estar concluídos no “final do primeiro trimestre de 2024”.

Em 2020, numa nota publicada no seu site oficial, a Metropolitano de Lisboa indicava que se vinha a verificar um notório desgaste nos equipamentos (já com 20 anos de existência) da estação Baixa-Chiado, uma das estações mais utilizadas no Metro. Na mesma nota, a empresa referia ter ficado concluída “a segunda das três fases contempladas no plano de melhoria e modernização das acessibilidades da estação Baixa-Chiado, tendo sido reposto o funcionamento, em ambos os sentidos, das escadas rolantes que dão acesso ao Largo do Chiado”.

De acordo com dados recolhidos antes da pandemia, pela estação passam diariamente cerca de 40.000 pessoas.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Relacionados

- Publicidade -

Mais recentes