Ensaio – Ford Puma ST Line X

O Puma mostra as suas garras.

Ford Puma ST Line X
- Publicidade -

Para quem ainda se lembra do antigo Ford Puma, como é o meu caso, que, na altura, era apresentado como um coupé desportivo, sendo um pouco mais pequeno do que o Cougar (não vendeu particularmente bem no nosso país), não deixou de causar surpresa que, agora, a Ford tenha usado o mesmo nome para um pequeno SUV. Encaixa-se, por isso, não no segmento dos Coupés, mas, sim, no cada vez mais competitivo segmento dos B-SUV.

Quanto fui levantar este Ford Puma ST Line X, gentilmente cedido pela marca, gostei desde logo do seu exterior. Saltou à vista o lindíssimo Lucid Red, o spoiler traseiro e as muito bonitas jantes de liga leve de 19”. Esta Puma deriva da plataforma do Fiesta, que também já tivemos oportunidade de experimentar, mas apresenta-se mais comprido, mais largo e, claro, mais alto e mais espaçoso.Em termos de motorização, a versão ensaiada vinha equipada com o motor 1.0 Ecoboost MHEV, de apenas 998cc, com uma potência máxima de 155cv e binário máximo de 220 Nm.

A Ford faz carros muito bons, não vamos sequer duvidar disso, e eu já tive oportunidade de conduzir vários, como o Fiesta, Focus, S-Max e até Mondeo (podem não ser carros super emocionantes, mas é difícil de apontar-lhes algo). Por outro lado, a Ford tem um histórico em termos de crossovers, vamos dizer, não muito famoso, e onde foi sempre facilmente batida pela concorrência. Contudo, creio que o Puma poderá alterar isso. Será que os portugueses lhe vão dar uma hipótese, saindo das escolhas do costume e sua zona de conforto?

E falando em conforto, é este Puma bom de conduzir e confortável? Definitivamente dá prioridade à condução. É mais seguro do que se poderia esperar de um carro com esta altura ao solo e, como tal, permite que o condutor tenha, por vezes, a liberdade de fazer algumas curvas de forma um pouco mais desportiva e corajosa.

Mas atenção que este modelo não é desconfortável, mesmo tendo em conta que as versões ST-Line beneficiem de suspensão desportiva. O que lá está em muito contribuiu para o que já falei da segurança e possibilidade de uma condução um pouco mais desportiva, mas que poderá, de certa forma, retirar um pouco do conforto. Não se pode ter o melhor de dois mundos…

Ford Puma ST Line X

Semelhante ao novo Peugeot 2008 em termos de chassis – revela a mesma mistura inteligente de maturidade e agilidade -, o Ford Puma ST Line X poderá, por isso, colocar-vos um sorriso no rosto, de forma bem mais fácil do que a maioria dos SUV’s pequenos que existem neste segmento.

O motor híbrido de 1.0 litro de 155 cv é, quanto a mim, simplesmente fantástico. A forma como apenas 998cc deram lugar a uma motorização tão inteligente, pela forma como o e-boost preenche o turbo lag, é fenomenal. Já a forma como o carro desliga o motor quando estiver parado, mesmo tendo a embraiagem pressionada, é quase um toque de magia.

Na minha experiência, é a primeira vez que vejo isto acontecer. Se, por vezes, podemos ser céticos quanto ao downsizing do motor ou às insignificantes configurações híbridas que adicionam muito peso e complicação, mas pouca economia de combustível, este minúsculo motor Ford com assistência de 48V é bom para efetuar consumos de 5.6 lts/100km (WLTP) no mundo real. Isto, claro, se quem estiver atrás do volante resistir a acelerar de forma brusca.

Se gostam de carros e de conduzir, este Ford Puma ST Line X pode garantir alguma diversão, superando até as expectativas que possam ter. No fim de contas, estamos a falar de um B-SUV com 998cc. Sobre a posição de condução, que eu considero sempre de extrema importância quando falamos de veículos com maior altura ao solo, creio que, por vezes, poderão sentir que os pilares dianteiros com os seus ângulos agressivos bloqueiam parte da visão nos cruzamentos e rotundas. A vista da parte de trás do Puma também não é propriamente brilhante, graças à linha crescente das janelas e grossura dos pilares traseiros.

Pela positiva, todos os Pumas vêm com sensores de estacionamento traseiros, e a unidade ensaiada vinha equipada também com câmara traseira e auxílio ao estacionamento, com parqueamento automático. Os faróis são todos em LED, bem como a iluminação interior. Todos os níveis de acabamento vêm com um sistema de info entretenimento com ecrã de toque de 8″, rádio DAB, GPS e algumas portas USB. Está também disponível uma base de carregamento sem fios para facilitar o carregamento de alguns smartphones. O sistema operativo, porém, continua a desapontar um pouco, mas isto pode ser apenas uma questão pessoal. Não gosto particularmente e já o referi noutros ensaios a modelos da Ford. O ecrã continua a demorar um pouco a responder depois do toque, porém, e olhando para os rivais, não diria que fica atrás. Só podemos comparar o comparável. Se escolherem o acabamento ST-Line X ou ST-Line X Vignale, então o sistema de som de sete colunas padrão é substituído por uma configuração Bang & Olufsen de 10 colunas, que é realmente poderoso com graves altamente definidos.

Ford Puma

Na versão ensaiada, o interior do Puma tem alguns destaques em fibra de carbono e os estofos são parcialmente em couro e bem bonitos. Infelizmente, parte do plástico do painel parece um pouco frágil e barato e, nisso, outros concorrentes, como o 2008, ficam a ganhar.

A menos que sejam excecionalmente altos, caberão muito bem na frente do Puma. Há bastante espaço de arrumação, graças aos compartimentos das portas de tamanho generoso, um cubículo na frente da manete de mudanças e outro abaixo do apoio de braço dianteiro. Existe, ainda, um par de porta-copos entre os bancos dianteiros. As pequenas janelas laterais traseiras do Puma não ajudam a criar uma impressão de espaço e, em termos reais, um casal de mais de 1,80m vai desfrutar de apenas o espaço suficiente para os joelhos, de modo a sentir-se confortável em viagens mais longas. A versão ensaiada tem o teto panorâmico opcional, que eu gosto sempre, e, se fosse comprador, também a escolheria. Porém, tenham em conta que isso diminui a altura do teto e reduz o espaço para a cabeça, especialmente na parte de trás.

Sobre a bagageira, podem-se colocar seis malas de mão facilmente, e o Puma ainda tem um truque na manga: levantando o piso da bagageira, encontramos um grande “cofre” que pode levar mais duas caixas de pequena/média dimensão. O piso da bagageira é também ajustável em altura e, quando colocado na posição mais alta, não deixa degraus no piso do compartimento de carga estendido quando os bancos traseiros são rebatidos, mas apenas uma pequena aba na entrada da bagageira.

Em resumo, este Ford Puma ST Line X foi uma agradável surpresa e, acredito que, se lhe derem uma hipótese, vai facilmente convencer-vos relativamente aos mais próximos rivais. A mim, pelo menos, convenceu…

Preço da versão ensaiada: 26.108€ (s/ despesas).

Ford Puma

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Sigam-nos

12,401FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
653SeguidoresSeguir

Relacionados

Ensaio – BMW 220d Grand Coupé

A meio caminho entre um familiar e um desportivo.

Ensaio – BMW Série 1 120d

O novo modelo de entrada da BMW, agora com tração frontal.

Ensaio ao Ford Focus 1.5 EcoBlue 120cv Active SW – A arte de “envelhecer” bem

A Ford proporcionou-nos um ensaio à Station Wagon Ford Focus Active 1.5 EcoBlue 120cv com motorização a diesel.

Ensaio BMW X7 M50d – O bom gigante

Para quem faz sobretudo percursos citadinos, duvido que o BMW X7 M50d seja a melhor escolha. Admito, porém, que foi sem dúvida alguma dos veículos mais luxuosos já testados aqui no Echo Boomer, senão mesmo o mais luxuoso.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Horizon Zero Dawn junta-se ao PS Now

Há meia dúzia de novos jogos no serviço de streaming da PlayStation.

Control chega ao Xbox Game Pass juntamente com mais de uma dezena de jogos

Dezembro leva até à subscrição mais de uma de jogos para PC, consolas e smartphones.