EMEL vai ter um sistema de monitorização de lugares de estacionamento de cargas e descargas

- Publicidade -

Para 650 lugares de estacionamento na via pública, reservados a operações de cargas e descargas, na zona compreendida entre a Baixa Lisboeta e o Campo Grande.

cargas e descargas

A EMEL lançou há uns dias um concurso público para fornecimento, instalação e manutenção de solução de monitorização de lugares de estacionamento dedicados a operações de cargas e descargas, ao abrigo do projeto C-ROADS PORTUGAL, cofinanciado através do programa europeu Mecanismo Interligar a Europa (MIE)/Connecting Europe Facility (CEF).

Este concurso, com um valor total de 370.000€, 50% dos quais financiado pelo CEF, visa encontrar um sistema que monitorize 650 lugares de estacionamento na via pública, reservados a operações de cargas e descargas, na zona compreendida entre a Baixa Lisboeta e o Campo Grande, e permita mapeá-los e detetar a respetiva disponibilidade (livre/ocupado) em tempo-real, tornando, assim, a circulação mais fluída nas ruas da cidade.

Os critérios de adjudicação têm em consideração, além do custo, o nível de abertura do sistema proposto (possibilitando a comunicação direta dos dados com a plataforma de monitorização da EMEL) e o grau de sofisticação do equipamento, nomeadamente se permite verificar o estado por frequência de comunicação independente (por exemplo Bluetooth), se dispõe de funcionalidade de selo temporal aquando da deteção de alteração de estado, se permite comunicação com outros dispositivos (smartphones, equipamentos de navegação automóvel ou chave a bordo para proxy de identificação de veículo estacionado) e se é compatível com grau de proteção IP69.

Recorde-se que, neste mês de dezembro, a empresa iniciou o processo de modernização da sinalização luminosa automática de atravessamento pedonal na cidade de Lisboa, com a instalação de óticas LED que dão a informação do tempo que as pessoas dispõem para atravessar, no âmbito do trabalho que tem vindo a ser desenvolvido pela empresa para tornar a mobilidade urbana mais segura.

Estas óticas LED estão já colocadas e a funcionar na zona do Campo Grande, Benfica e eixo ribeirinho, prevendo-se que, até ao final de 2021, estejam instaladas 270 interseções nas vias principais da cidade com maior tráfego pedonal, sendo também dada prioridade à sinalização próxima de escolas e de estabelecimento de saúde, sendo o objetivo da EMEL alargar este sistema de atravessamento pedonal a toda a cidade.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Relacionados

- Publicidade -

Mais recentes