Eco Festival Azores Burning Summer regressa a Porto Formoso este mês

O Eco Festival Azores Burning Summer não é um festival para massas, mas sim, um evento de acesso equilibrado, seguro e confortável.

- Publicidade -

Promove uma programação musical de qualidade e integrada no contexto natural da Praia dos Moinhos, a par de uma forte sensibilização ambiental. Assim é o Eco Festival Azores Burning Summer, que regressa de 25 a 28 de agosto à Praia dos Moinhos, em Porto Formoso, na ilha de São Miguel, nos Açores.

O evento caracteriza-se como um laboratório sócio-ambiental, onde o público tem acesso a um conjunto de práticas que visam o desenvolvimento de uma consciência ecológica colectiva com vista à mudança de comportamentos para um modo de vida mais sustentável. Esta estratégia materializa-se não só através das medidas ecológicas introduzidas, testadas e promovidas no evento, mas também por uma programação ecológica que engloba os debates Eco Talks, a exposição de veículos elétricos, a feira de ecodesign Burning Market, projectos de Land Art e o ciclo de Cinema ao ar livre.

A prudência relativamente à realização de eventos culturais com público no atual contexto e a escassez de financiamento obrigam a que a edição de 2021 mantenha um formato restrito e circunscrito à Praia dos Moinhos. A edição de 2021 repete o modelo implementado em 2020, em que o evento decorreu apenas no recinto da esplanada do bar da Praia dos Moinhos, seguindo todas as regras determinadas pela Autoridade de Saúde Regional.

Para a edição de 2021, a organização do festival estabeleceu uma programação diurna, entre as 16h e as 20h, em pleno período balnear, acessível a quem frequentar a Praia dos Moinhos nos dias do evento e uma programação noturna, entre as 20h e as 00h. Todas as performances decorrem sobre o palco montado na esplanada do bar da Praia dos Moinhos.

Durante quatro dias, vários artistas internacionais, regionais e nacionais irão subir ao palco montado na esplanada do bar da Praia dos Moinhos. A edição de 2021 destaca a presença dos Djs anfitriões do festival, a actuação de duas bandas nacionais, a parceria estabelecida com o Festival Internacional de Cinema de Direitos Humanos – NOMA Azores – e o projecto MOINHOS REVIVAL que pretende resgatar a ligação afetiva entre o público e a Praia dos Moinhos através de diversos projetos, entre os quais a instalação da Barraca Pereira e o concerto de covers que irá reunir diversos artistas locais.

Há concertos de We Sea, Eu.Clides e de White Haus, bem como DJ sets de Um Gajo Chamado Keany, Myke Lone, John Stapleton e Adrian Sherwood, entre outros.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

11 anos depois, a bp Portugal regressou ao Arquipélago dos Açores

E logo com três postos de uma assentada.

Tremor regressa aos Açores em abril de 2022

Os bilhetes já estão à venda.

Ir aos Açores dá direito a 20% de desconto em Cartão Continente

O Cartão Continente pode ser usado em mais de duas mil lojas das marcas aderentes.

Açores, Porto Covo e Azeitão recebem experiências gastronómicas em julho e agosto

Um projeto providenciado pela The Art of Tasting Portugal.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Sumol-Compal investe 15 milhões de euros num armazém automático em Almeirim

E irá reduzir a pegada de dióxido de carbono em cerca de 1.000 toneladas por ano.

Mão Morta, Bizarra Locomotiva, Process of Guilt e The Quartet of Woah! no Back to Back Festival

Rock e metal voltam a ouvir-se ao vivo nas salas de espetáculos pelas mãos de quatro dos seus maiores ícones nacionais.

Exames de acesso ao ensino superior poderão ser usados durante quatro anos

E os alunos podem escolher a melhor qualificação se optarem por repetir as provas.