Dados dos utilizadores europeus do WhatsApp não serão partilhados com o Facebook

Vamos lá ter calma.

do WhatsApp
- Publicidade -

Quando, em 2014, o Facebook adquiriu o WhatsApp por 16 mil milhões de dólares, os responsáveis deste último serviço asseguraram que os dados dos utilizadores nunca iriam ser partilhados com o Facebook. Essa promessa foi logo quebrada em 2016, quando as informações começaram a ser partilhadas, mas dando aos utilizadores a possibilidade de recusarem a partilha de dados.

Pois bem, o caos tem sido gerado devido à recente atualização da Política de Privacidade de empresa, que basicamente está a obrigar os utilizadores a aceitarem os novos termos, que incluem essa obrigatoriedade de partilha de informação. Caso não aceitem, deixam de poder utilizar o popular serviço de chat. É tão simples quanto isto.

E que dados são esses? Nome, número de telemóvel, dispositivo que se está a utilizar, transações realizadas, contactos, entre outros. O objetivo é, supostamente, melhorar os serviços, a segurança dos utilizadores e, também, mostrar ofertas e anúncios relevantes no Facebook.

Contudo, e apesar de os utilizadores europeus já terem aceitado os novos termos, parece que essa atualização não se aplica por cá. Precisamente por estarmos na União Europeia.

Essencialmente, a normativa de proteção de dados GDPR impede que o Facebook partilhe os dados do WhatsApp para interesse próprio da empresa. Isto é o que podem ler na página dedicada à Política de Privacidade do WhatsApp:

“Atualmente, o Facebook não utiliza as informações da sua conta do WhatsApp para melhorar as experiências que tem no que respeita aos produtos do Facebook nem para lhe apresentar experiências de anúncios mais relevantes do Facebook nesta rede social. Saiba mais sobre o modo como o WhatsApp trabalha com as Empresas do Facebook.”

Isto somente é possível porque os utilizadores residentes na União Europeia utilizam a app da WhatsApp Ireland Limited e não os serviços da WhatsApp LLC. A WhatsApp Ireland Limited trata-se, portanto, de uma empresa separada que se rege pelas normais da União Europeia.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Sigam-nos

12,987FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
784SeguidoresSeguir

Parceiros

Relacionados

Facebook vai restringir o alcance de grupos que violam as regras

Será desta que vamos deixar de ver os famosos diretos de venda de roupa e outros produtos?

Facebook expande eventos online pagos e subscrições de fãs a Portugal

Desta forma, os criadores de conteúdos têm novas formas de ganhar dinheiro no Facebook.

Lançamento do iOS 14 pode afetar os anúncios do Facebook. Saibam como

Estima-se que estas alterações sejam incluídas numa atualização do iOS 14 no início de 2021.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Chegou o primeiro gin de flor de cânhamo português

A par do gin, a marca O Benefício lança também os seus primeiros NFTs numa peça visual musical de 700 segundos.

Este e-book vai ajudar a escolher uma licenciatura

Procuram um curso para construir uma carreira de sonho? Então é melhor terem uma ajudinha.

miio Pay. Nova funcionalidade permite pagamentos ocasionais, sem contrato, para o carregamento de veículos elétricos na rede pública

Ou seja, não pressupõe a existência de um cartão de carregamento físico, de um contrato ou a adesão a um serviço.