Dabox. App da CGD junta todas as contas bancárias num só local

É verdade que a ideia não é propriamente inovadora, uma vez que já existem aplicações que conseguem ter acesso a outras contas bancárias e fazer a respetiva divisão de gastos. Mas esta Dabox vai muito mais além, sendo extremamente fácil e intuitiva de usar.

Para já, sabe-se que atuará como uma espécie de “novo personal trainer financeiro que o apoia nas decisões do seu dia-a-dia, tendo em conta os seus padrões de consumo e os seus objetivos financeiros”. Afinal, com as ameaças de concorrentes como o Revolut, os bancos portugueses têm de começar a inovar de outras formas.

A Dabox funcionará numa primeira fase somente para aqueles que são clientes Caixa, podendo, depois, juntar na app todas as contas bancárias que possuem. Futuramente, pelo menos até final do ano, espera-se que os clientes não Caixa também possam utilizar esta aplicação móvel.

Essencialmente, ao permitir que juntemos todas as nossas contas bancárias num só local, a Dabox irá reeducar-nos no que toca aos nossos gastos monetários. Ao ter oito categorias diferente, que se distribuem por 46 subcategorias, os portugueses conseguirão ter noção do quanto gastam em compras no supermercado, em lazer, transportes e combustível, etc.

Ou seja, tendo estes dados, o utilizador pode definir objetivos de poupança e orçamentos específicos para determinado tipo de despesas, que são monitorizados pela app, para ajudar a gerir melhor o rendimento disponível.

Aliás, caso estejamos muito abaixo do que era suposto gastarmos, ou estivermos perto desse valor, a Dabox encarrega-se de alertar o utilizador através de notificações ou alguns indicadores. Portanto, fica-se facilmente a saber quanto dinheiro sobre até final do mês.

Além disso, a app também alerta para detalhes como débitos duplicados, movimentos estranhos ou a ocorrência de saldos anormalmente baixos.

Para já, a Dabox serve somente para isso, para gerir a nossa vida financeira. Já em outubro, espera-se que a app suporte também pagamentos.

Podemos associar qualquer conta à ordem, mesmo que sejam contas partilhadas. Outros tipos de contas não são, para já, suportadas.

A existência da Dabox não implica que a app Caixa Direta vá desaparecer. Pelo contrário. A ideia é complementarem-se, embora possam vir a existir funcionalidades que ambas as aplicações partilhem.

Esta Dabox, disponível para iOS e Android, foi desenvolvida em cerca de seis meses por uma equipa constituída por cerca de 12 pessoas, pelo que foi necessário um investimento de 600 mil euros. Até final do ano, deverão ser investidos mais 500 mil euros nesta aplicação. Estes valores são, porém, pouco significativos quando sabemos que a digitalização da CGD tem um orçamento de 50 milhões de euros para os próximos três anos.

- Publicidade -

Sigam-nos

10,710FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
623SeguidoresSeguir

Media Partner

Relacionados

Depois do Millennium BCP e Santander, CGD também obriga clientes a usarem máscara

A medida deverá entrar em vigor já na próxima segunda-feira, dia 4 de maio.

App DABOX da CGD já permite fazer transferências entre vários bancos

A Caixa Geral de Depósitos chama-lhe a "primeira solução de open banking em Portugal". Falamos, claro, da DABOX, app que permite agora fazer transferências entre os diferentes bancos do utilizador, sem necessidade de sair da aplicação.

CGD já permite adesão ao serviço Caixadirecta através de interação por voz

Há muitos clientes da Caixa Geral de Depósitos que estão, pela primeira vez, a fazer a caminhada...

Já se pode aderir ao serviço Caixadirecta da CGD através do smartphone

Até agora, a adesão ao serviço de homebanking da CGD, Caixadirecta, só podia ser feita presencialmente numa agência. Mas isso finalmente mudou.
- Publicidade -

Mais Recentes

Como prevenir ataques DDoS: 6 dicas para manter o vosso site seguro

Ser vítima de um Ataque Distribuído de Negação de Serviço (DDoS) pode ser catastrófico.