fbpx

Companhia aérea nórdica Primera Air declarou falência e vai afetar passageiros portugueses

A companhia aérea nórdica Primera Air acaba de declarar falência e já deixou de operar voos. Esta decisão da companhia low-cost afeta milhares de passageiros na Europa – incluindo Portugal.

Na sequência do pedido de insolvência, registado hoje, Bernardo Pinto, Brand Manager e especialista da AirHelp em direitos dos passageiros, explica o que as pessoas que desejam voar com a companhia aérea dinamarquesa precisam de saber:

“A Primera Air confirmou que as operações de voo cessaram à meia-noite de 1 de outubro, o que significa que todos os voos marcados deixam de ser válidos. Os passageiros retidos poderão conseguir regressar a casa sem custos adicionais se tiverem reservado o voo de regresso como parte de um pacote de viagem. Além disso, outras companhias aéreas poderão oferecer tarifas especiais para o retorno.”

Bernardo Pinto explica em que circunstâncias os passageiros afetados podem solicitar o reembolso do seu voo:

  • Os passageiros têm direito a reembolso quando reservam o voo através de uma agência de viagens ou de uma companhia aérea parceira. As agências de viagens ou as companhias aéreas parceiras podem ser responsáveis se os voos estiverem cobertos por planos de seguro de viagem, ao passo que, no caso de férias organizadas, a cobertura deve ser garantida.
  • Outra opção de compensação é para passageiros que reservaram diretamente com a Primera Air e pagaram com cartão de crédito. O pagamento pode ser anulado antes de ser creditado na conta da companhia aérea. Mesmo que os montantes já tenham sido debitados, tratando-se de um caso de falência é possível conseguir o reembolso. Para isso, o passageiro deve enviar um documento para a respetiva empresa/banco emissora do cartão de crédito, que certifica o pedido malsucedido da companhia aérea».

O especialista da AirHelp em direitos dos passageiros aéreos alerta, no entanto, que “infelizmente, os passageiros da Primera Air que sofreram uma perturbação de voo elegível para compensação já não poderão solicitar qualquer indemnização, a menos que o seu voo tenha sido operado por uma companhia aérea diferente”.

De relembrar que os passageiros aéreos com voos atrasados ou cancelados podem verificar a sua elegibilidade para compensação no aeroporto ou em trânsito e, numa questão de minutos, fazer um pedido para serem ressarcidos através da app gratuita da AirHelp, disponível para iOS e Android.

- Publicidade -

Afiliados

Sigam-nos

10,779FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
628SeguidoresSeguir

Media Partner

Relacionados

Emirates volta a recrutar tripulantes de cabine em Portugal

A companhia aérea procura homens e mulheres open-minded, com uma atitude prestável, amigável e orientada para o trabalho.

Extinta Wow Air dá lugar à companhia aérea PLAY

Decerto devem ter notado que, em março deste ano, a WOW Air cessou atividade, prejudicando uma série de passageiros. Agora, das cinzas da empresa, renasce outra, a PLAY.

Ryanair obrigada a indemnizar passageiros devido a greves de pessoal

Cancelamentos e atrasos em voos, e, por vezes, impedimentos de embarque, podem dar direito a uma compensação de até...

Azores Airlines foi a companhia aérea com mais atrasos em Portugal no ano passado

Os dados são da AirHelp, empresa especializada na defesa dos direitos dos passageiros aéreos e na obtenção de compensações...
- Publicidade -

Mais Recentes

Raised By Wolves vai ter uma segunda temporada

Em Portugal, a série é exibida na HBO Portugal.

Festival Gastronomia de Bordo acontece em Peniche já em outubro

Este ano, o festival Gastronomia de Bordo em Peniche adaptou-se às novas circunstâncias e fica circunscrito à experimentação dos pratos em apenas alguns restaurantes.

Vodka Russkaya já chegou a Portugal

É uma das marcas de vodka mais vendidas em todo o mundo.