Coimbra deve vir a reduzir serviço dos Transportes Urbanos

- Publicidade -

Uma vez que não há veículos em condições, nem sequer serviços de manutenção.

Em Coimbra, o anterior executivo, liderado pelo PS, tinha planeado uma renovação da frota dos Transportes Urbanos do município, com com investimentos previstos anuais entre 2015 e 2019, por forma a diminuir a idade média da frota de autocarros. Esse plano previa a aquisição de 10 novos autocarros por ano, ou a compra de cinco autocarros novos e 10 usados por ano, o que faria reduzir, na pior das hipóteses, a idade média da frota para 10,2 anos.

Porém, esse plano falhou redondamente, uma vez que, dos 75 autocarros previstos no cenário misto (usados e novos), somente entraram ao serviço 35 novos veículos. No fundo, e tendo em conta a lógica do cenário misto, ficaram a faltar 40 autocarros standard, sendo que tal permitiria que os autocarros dos Serviços Municipalizados dos Transportes Urbanos de Coimbra (SMTUC) já não contassem com mais de 20 anos de existência.

Nas palavras da vereadora da Câmara de Coimbra, Ana Bastos, a responsável eleita pela coligação Juntos Somos Coimbra (PSD/CDS-PP/Nós, Cidadãos!/PPM/Aliança/RIR e Volt), o PS deixou os SMTUC num “caos”, tendo até admitido que será necessário reduzir o serviço dos Transportes Urbanos na cidade.

“Não temos condições – não há frota, não há serviços de manutenção – para suportar um aumento de serviço. Pelo contrário, vai ter que ser reduzido, por muito que me custe admiti-lo.”

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Relacionados

- Publicidade -

Mais recentes