Cinco destinos ecológicos que devem conhecer

O mundo está a mudar e o turismo também.

- Publicidade -

Agora que os portugueses começam a desconfinar, há cada vez mais vontade de viajar para novos destinos, algo que poucos têm conseguido fazer desde que a pandemia de COVID-19 surgiu.

Contudo, há, também, quem procure destinos que promovam práticas sustentáveis, tornando-se, assim, “países-exemplo”. Na verdade, são cada vez mais procurados por turistas.

Na seguinte lista, damo-vos cinco destinos ecológicos que devem conhecer assim que for possível.

Eslovénia

Eslovénia

É considerada a pérola verde da Europa, devido às suas vilas encantadas extremamente bem preservadas e vastas colinas verdes. Aliás, mais de um décimo da sua paisagem verde encontra-se formalmente protegida.

Liubliana, capital da Eslovénia, é apontada há anos como uma das cidades mais ecológicas do mundo. Porquê? Devido à sua enorme área verde, à qualidade da água, ao transporte e até devido à forma como as atividades desportivas na cidade estão ligadas à natureza.

Palau

palau

Constituído por mais de 500 ilhas, este arquipélago do Pacífico é um paraíso em risco devido à subida do nível do mar. Por isso mesmo, existe algo obrigatório: a assinatura de uma promessa ecológica a todos os visitantes que entrarem no país.

Costa Rica

Costa Rica

“Pura vida”. Este é um dos lemas costa-riquenhos que se pode ler em diversos cartazes e escutar na fala dos locais. E tem uma razão de ser: existem diversos parques e reservas protegidas que perfazem mais de um quarto do país e que funcionam como proteção contra a exploração madeireira.

Aliás, três áreas de conservação do país são Património da UNESCO.

Malawi

Malawi

É um dos países mais pobres do mundo e nem sequer tem costa, contrariamente a outros destinos turísticos em África. No entanto, conta com um rede rodoviária bastante eficiente face aos países vizinhos, sendo feito de pessoas que se sabem reinventar.

Butão

Butão

É o único país do mundo com uma pegada de carbono negativa. Além disso, o turismo é encarada de uma forma especial no Butão, pelo que a entrada de turistas é altamente regulamentada e não é barata.

Porém, a complexidade do processo valerá a pena para desfrutar das flores verde-esmeralda, vales glaciais, ar puro e uma comunidade que recebe os visitantes como poucos.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Preparem a carteira: Combustíveis voltam a aumentar de preço já amanhã

Começa a ser um mau hábito, mas os portugueses não conseguem fugir desta realidade.

Estafetas manipulam GPS para ganharem vantagem nas plataformas de delivery

A Uber sabe disso e já começou a avisar quem está a "jogar sujo".