Eis o trailer de Fear Street, a nova trilogia de terror da Netflix

Tudo começa a 2 de julho.

- Publicidade -

Foi no passado mês de maio que vos falámos sobre uma nova produção da Netflix, neste caso uma trilogia de terror, cujo nome é Fear Street. Na altura do anúncio, a plataforma somente nos deu um pequeno teaser, deixando-nos à espera por mais detalhes.

Esta semana, o serviço de streaming lá disponibilizou o trailer oficial desta trilogia, cujo primeiro filme estreia já a 2 de julho e os restantes nas semanas seguintes, a 9 e 16 de julho.

Baseada na coleção de livros de terror bestseller de R.L. Stine, esta trilogia acompanha o pesadelo da sinistra história de Shadyside. A Parte 1 de Fear Street passa-se em 1994 e estreia a 2 de julho. Já a Parte 2 passa-se em 1978 e estreia a 9 de julho. Finalmente a Parte 3 decorre em 1666 e chega ao serviço de streaming a 16 de julho.

Em Fear Street Part One: 1994, temos Kiana Madeira, Olivia Welch, Benjamin Flores Jr., Julia Rehwald, Fred Hechinger, Ashley Zukerman, Maya Hawke, Darrell Britt-Gibson, Jordana Spiro e Jordyn DiNatale;

Em Fear Street Part Two: 1978, o elenco é constituído por Sadie Sink, Emily Rudd, Ryan Simpkins, McCabe Slye, Ted Sutherland, Jordana Spiro, Gillian Jacobs, Kiana Madeira, Benjamin Flores Jr., Ashley Zukerman, Olivia Scott Welch, Chiara Aurelia e Jordyn DiNatale;

Finalmente em Fear Street Part Three: 1666, temos Kiana Madeira, Ashley Zukerman, Gillian Jacobs, Olivia Scott Welch, Benjamin Flores Jr., Darrell Britt-Gibson, Sadie Sink, Emily Rudd, McCabe Slye, Julia Rehwald, Fred Hechinger, Jordana Spiro, Elizabeth Scopel e Randy Havens dão um ar de sua graça.

A trilogia Fear Street é realizada por Leigh Janiak.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Há um novo restaurante Burger King em Alcochete

É o primeiro na zona e o 10º no distrito de Setúbal.

Serviços públicos essenciais obrigados a ter linhas telefónicas gratuitas

As empresas têm agora até ao próximo dia 1 de novembro para fazer cumprir este decreto-lei.