Chegou o primeiro KitKat Vegan

Uma novidade há muito pedida pelos fãs.

- Publicidade -

Hoje o dia tem sido dedicado a novidades vegan. Já falámos dos novos Kéfir líquidos da Mercadona, em que um deles é apto para veganos, vegetarianos e intolerantes à lactose, e também já demos destaque a três novos gelados do Continente que, lá está, são aptos para vegan. E se já tínhamos bebidas e gelados vegan, só faltava mesmo um conhecido chocolate lançar uma versão assim. Foi o que aconteceu com a KitKat.

Um dos snacks de chocolate mais populares do mundo tem agora uma versão apenas com ingredientes de origem vegetal, que equilibra o inconfundível e suave sabor a chocolate de KitKat com a bolacha estaladiça que é a sua imagem de marca.

O novo KitKat Vegan vai surpreender e deliciar não apenas os consumidores vegan, mas também aqueles que procuram incluir na sua alimentação alguns alimentos sem ingredientes de origem animal. A KitKat conseguiu manter a textura suave e o sabor único a chocolate de leite, mas substituindo o leite por uma bebida vegetal de arroz e milho, o que faz desta também uma variedade com menos açúcar.

O preço de cada unidade é de 1,29€.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

Já podem pedir as panquecas e waffles da Choco & Nut com a WebApp oficial

Atenção que não é uma app para smartphones, mas antes uma WebApp.

Há um novo jogo de tabuleiro onde o prémio é… chocolate!

Uma ideia da marca nacional de chocolate artesanal Pedaços de Cacau e dos youtubers do canal Cara Coroa.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Sumol-Compal investe 15 milhões de euros num armazém automático em Almeirim

E irá reduzir a pegada de dióxido de carbono em cerca de 1.000 toneladas por ano.

Mão Morta, Bizarra Locomotiva, Process of Guilt e The Quartet of Woah! no Back to Back Festival

Rock e metal voltam a ouvir-se ao vivo nas salas de espetáculos pelas mãos de quatro dos seus maiores ícones nacionais.

Exames de acesso ao ensino superior poderão ser usados durante quatro anos

E os alunos podem escolher a melhor qualificação se optarem por repetir as provas.