Câmara Municipal de Lisboa vai continuar a apostar em água reutilizada para lavar as ruas e regar espaços verdes

A Câmara Municipal de Lisboa aprovou a proposta para a construção da Rede de Água Reutilizada de Lisboa na Zona Ribeirinha e Bairro Alto.

água reutilizada
- Publicidade -

Depois do Parque das Nações, onde a infraestrutura já está construída, esta empreitada vai permitir regar todos os espaços verdes e lavar as ruas com água reutilizada na zona compreendida entre o Campo das Cebolas e o Largo de Santos, e também na zona norte do Bairro Alto. As obras deverão estar concluídas durante o ano de 2021.

É a primeira de uma série de obras necessárias para a construção de um sistema de condutas na cidade, que vai permitir criar uma rede de água reciclada e segura para reutilização na rega e lavagem proveniente das Fábricas de Água.

A existência de uma rede de água reutilizada permitirá à autarquia diminuir até 2025 o seu consumo de água potável para 1 milhão de m3 (poupança de 75%).

A Câmara de Lisboa estima que, alargada aos grandes consumidores industriais da cidade, a poupança de água potável em 2025 possa chegar aos 6 milhões de m3, volume de água idêntico a todo o consumo numa cidade como Aveiro.

- Publicidade -

Parceiros

Relacionados

Nova coleção “Sardinha By Bordallo Pinheiro” tem 28 modelos inéditos

As Festas de Lisboa celebram-se durante o mês de junho, mas é no final de julho que a sardinha...
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Lacuna Coil, Decapitated e Orphaned Land reconfirmados para o Laurus Nobilis 2022

A organização promete muito mais nomes para anunciar, entre os quais algumas surpresas.

Castelo de Vide vai ter quatro noites dedicadas à música erudita

O festival Sons com História está de regresso.

Aprovado o decreto-lei que regulamenta a Lei do Cinema

Prevê-se, assim, "incentivar o desenvolvimento do setor do cinema e do audiovisual".