Bruno Nogueira e Miguel Esteves Cardoso falam sobre tudo e sobre nada na RTP1

por Alexandre Lopes

Conheceram-se, ficaram amigos e, a partir daí, nunca mais se separaram. Chama-se Fugiram de Casa de Seus Pais e é uma série de 13 episódios de 40 minutos cada que irá colocar no ecrã da televisão o humorista/ator Bruno Nogueira e o jornalista/colunista/epicurista Miguel Esteves Cardoso (de regresso à televisão) a falarem de sobre tudo… e sobre nada. Faz-me lembrar a iniciativa “Uma conversa previsível”, que vi ao vivo em 2014 no Lx Factory no âmbito do Famous Humour Fest. Estreia a 5 de dezembro na RTP1 e será exibido todas as terças-feiras a partir daí, sempre às 22h30.

O convite de Bruno Nogueira a M.E.C. assentava apenas numa premissa: dois homens que não se conhecem muito bem e que começam a conversar sobre qualquer assunto. Se o resultado fosse bom ótimo. Se fosse uma merda, uma merda seria.

Diz o humorista na sua página de Facebook que “de há uns anos para cá costumamos ir almoçar e depois ficamos horas a resolver os pequenos problemas do mundo. Foi num desses almoços que começámos a falar sobre a hipótese de fazermos um programa de conversas sobre nada e sobre tudo. Fomos adiando, que a responsabilidade era mais que muita. Um dia, porém, a coisa deu-se. Conversar, só. Parece pouco, mas era tudo o que nos apetecia. E se assim é, então já é muito.”

Bruno Nogueira diz ainda que M.E.C, sem nunca o saber, teve um papel fundamental na sua decisão de começar a escrever comédia. As Minhas Aventuras na República Portuguesa, obra de M.E.C, lançada em 1999, é um desses exemplos.

Bruno Nogueira e Miguel Esteves Cardoso - Fugiram de Casa dos Pais

Aqui não há guião e as conversas podem começar sem interesse e ficar realmente interessantes ao longo dos episódios. Sabemos de antemão que irão falar da educação, do envelhecer, da pressa, dos jovens de hoje em dia, da violência, do céu, do Verão, e, claro, do amor. Temas imortais, portanto. Já o tema da atualidade fica de fora.

Mas estas duas figuras não estarão sozinhas no ecrã. A acompanhá-los para mais dois dedos de conversa estarão os músicos Gisela João, Mário Laginha, Capicua e Ricardo Ribeiro, o humorista Nuno Markl, o jornalista Rodrigo Guedes de Carvalho, a apresentadora Júlia Pinheiro, o chef José Avillez e os actores José Pedro Gomes, Rita Blanco, Ana Bola e Miguel Guilherme. Apenas no 13º e último episódio é que Bruno Nogueira e M.E.C. estarão sozinhos numa descontraída conversa.

A realização ficou a cargo de Sérgio Graciano (Liberdade 21, Conta-me como Foi, País Irmão, Njinga, Rainha de Angola), que filmou todos os episódios na casa de M.E.C, à exceção do último, que se passa num restaurante, a tempo de saborear a sobremesa e beber o café.

Este promete ser um programa muito diferente do habitual, totalmente espontâneo, com duas ilustres figuras a terem o papel de duas pessoas banais numa conversa de café. Resta saber como tudo isto funciona em episódio. A ver vamos.


 

Também pode interessar

Deixar uma resposta

O Echo Boomer utiliza cookies para dar a melhor experiência possível aos nossos leitores. Aceitar Ler mais

%d bloggers like this: