Bruce Dickinson (Iron Maiden) vem a Lisboa. Mas não para cantar

É que Bruce Dickinson lançou a sua autobiografia “Para Que Serve Este Botão?“, em 2017, e, desde então, tem vindo a fazer sessões de leitura sobre o livro. Mas no que poderia ser algo mais informal, acabou por transformar-se numa espécie de stand-up comedy de duas horas. E o músico inglês vem, assim, à Aula Magna, em Lisboa, no dia 8 de dezembro, falar-nos deste livro.

- Publicidade -

Neste One-Man Speaking Show (é assim que chamou ao espetáculo), Bruce Dickinson, vocalista dos Iron Maiden, começa a falar da sua vida para, na segunda parte do espetáculo, dedicar-se a responder a várias questões deixadas pelos fãs. E parece ser bem divertido, a julgar pelo vídeo que podem ver aqui em cima.

Quanto aos bilhetes, estão à venda em exclusivo nas lojas FNAC por valores que começam nos 30€ e vão até aos 55€. Além disso, quem adquirir um bilhete, poderá comprar a autobiografia da lenda do heavy metal com um desconto de 10%.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Sigam-nos

12,948FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
656SeguidoresSeguir

Parceiros

Relacionados

Concerto dos Iron Maiden em Portugal adiado para 2021

Um dos concertos mais esperados do ano é agora reagendado. Infelizmente não havia outra solução. O concerto dos Iron Maiden...

Iron Maiden regressam a Portugal em julho de 2020

Que bela forma de começar o dia. Os Iron Maiden vão trazer a sua Legacy of the Beast Tour...

Iron Maiden regressam a Portugal em 2018

Hoje foi um dia recheado de concerto para o nosso país. Depois dos anúncios dos concertos de LCD Soundsystem...
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

O novo navio MSC Virtuosa tem dois novos restaurantes de especialidade

O novo navio oferecerá uma escolha incrível de restaurantes e bares com os melhores sabores e cozinhas internacionais.

Análise – Razer Blackshark V2

O balanço perfeito da linha Blackshark.

Teletrabalho: A lista de ferramentas úteis para começarem já a utilizar

Com a pandemia de COVID-19, que exigiu o isolamento social presencial, o teletrabalho assumiu uma importância acrescida em todo o mundo.