Bons Sons assistiu a um pedido de casamento no segundo dia

No segundo dia deste amor de verão, houve um pedido de casamento. O Eduardo e a Cátia conheceram-se, no Bons Sons, em 2012, ano em que a Cátia fez parte da equipa de voluntários do festival. O Eduardo vem ao festival desde a primeira a edição e, a partir desse ano, os dois passaram a vir sempre juntos à aldeia.

Seis anos depois, o Eduardo pediu a Cátia em casamento, no Palco Lopes-Graça, durante o concerto de Sara Tavares, e a resposta foi “sim”. É uma prova de que o amor acontece em Cem Soldos.

Depois de uma noite de emoções fortes, o fim-de-semana começa com homenagens à música tradicional, às pessoas e ao território português, mas também de viagens pelos ritmos do funk e da soul, passando pelo rock e o blues, até à música do futuro. Neste terceiro dia, o Bons Sons recebe Ela Vaz, Miguel Calhaz, Sean Riley & The Slowriders, PAUS, Cais Sodré Funk Connection, Conan Osiris e muitos outros, não esquecendo que há concertos inesperados durante a tarde. Entre concertos, há banhos de sol, atividades para famílias, artesanato e dança.

Horários para hoje no Bons Sons

14:00 — Homem em Catarse (MPAGDP)
15:30 — Artesãos da Música (MPAGDP)
16:30 — O Gajo (Giacometti)
17:45 — Ela Vaz (Amália)
18:00 — Cristina Planas Leitão (Auditório Agostinho da Silva)
19:00 — quartoquarto (Giacometti)
20:15 — Miguel Calhaz (Amália)
21:30 — Zeca Medeiros (Zeca Afonso)
22:45 — Sean Riley & The Slowriders (Lopes-Graça)
00:00 — PAUS (Zeca Afonso)
01:15 — Cais Sodré Funk Connection (Lopes-Graça)
02:15 — Conan Osiris (Aguardela)
03:15 — Colorau Som Sistema (Aguardela)

Atividades paralelas

Entre concertos, nada melhor do que aproveitar para passear por Cem Soldos, descobrir as suas gentes e as frases de amor pintadas nas paredes, janelas, varandas e azulejos da aldeia ou participar nas diversas atividades paralelas que o festival tem para oferecer.

Este sábado, o Auditório Agostinho da Silva, cuja programação está entregue à Materiais Diversos, recebe UM [UNIMAL] da coreógrafa Cristina Planas Leitão, um solo que é desenvolvido a partir da ideia de sobrevivência, que neste caso se materializa através da fisicalidade da Marcha. Trabalha-se a noção de corpo arquivo e de corpo que carrega uma história através da dança.

Entre as 16h e as 20h será possível ainda visitar neste espaço a instalação S E N S O, patente até domingo, que procura explorar no território, com as pessoas, os lugares e a sua cultura, no momento presente, com base no passado e com foco no futuro.

Para as famílias, o Bons Sons pensou num conjunto de iniciativas para pais e filhos desde passeios de burro, oficinas e jogos até à música para grávidas e bebés.

Todos os dias do festival, a Feira de Marroquinarias espalha-se pelas ruas do centro de Cem Soldos, mostrando artigos de vários artesãos e alfarrabistas nacionais.


 

- Publicidade -

Sigam-nos

10,707FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
623SeguidoresSeguir

Media Partner

Relacionados

Música – Álbuns essenciais (julho)

Os velhos deram o exemplo no que toca a consistência musical e os novos começam a despontar de forma categórica.

Bons Sons. Não vamos viver a aldeia este ano, mas a aldeia vem até nós

O SCOCS vai organizar o Cem Soldos Habita a Rua, um evento que envolve não só os habitantes da aldeia, mas também os festivaleiros.
- Publicidade -

Mais Recentes

Área Metropolitana de Lisboa vai continuar em Estado de Contingência

O período de medidas excecionais termina esta sexta-feira, mas o Governo vai prolongar a situação até final de agosto.

Já é possível jogar Xbox via xCloud em qualquer lado

Os jogadores do Xbox Game Pass Ultimate podem testar a versão beta do serviço.