BONS SONS 2019: Tudo o que precisas de saber

- Publicidade -

É já esta quinta-feira, dia 8 de agosto, que começa a 10ª edição do BONS SONS. Com os horários já revelados, vai haver muita festa até 11 de agosto, último dia do festival. E como há sempre quem vá pela primeira vez, fiquem com todas as informações de não só como chegar ao recinto, como onde ficar alojado e o que fazer nas horas em que não há música em Cem Soldos.

Como chegar ao BONS SONS

Para aqueles que partem de vários pontos do país e levam carros cheios de festivaleiros, o caminho é simples: basta seguir até Tomar ou Torres Novas e daí pela Estrada Nacional 349-3 até Cem Soldos (Madalena). Se precisarem de GPS, basta colocarem “Cem Soldos”. Não tem nada que saber. Ao chegarem perto do festival, irão reparar que existem 20 parques de estacionamento. Claro, quanto mais cedo chegarem, mais perto ficam do recinto.

Já para quem vai de transportes públicos, há boas notícias. A CP – Comboios de Portugal oferece um desconto de 30% num bilhete de ida e volta a todos os portadores de bilhete BONS SONS, para viagens de 7 a 12 de agosto, com destino a Tomar ou Paialvo.

Adicionalmente, a organização disponibiliza também um transfer, de hora em hora, entre Cem Soldos e Tomar (estação de comboios CP e estação de autocarros) e Paialvo (estação de comboios CP, Linha do Norte). Este serviço estará disponível de 7 a 12 de agosto. De 8 a 11 de Agosto, circula das 10h às 4h15. Dia 7, das 10h às 22h e, no dia 12, das 10h às 16h. O bilhete de ida e volta custa somente 1,50€.



Onde ficar alojado?

Bom, para aqueles que gostam de acampar, existem duas possibilidades: levam a tenda e montam, tendo de tratar de tudo, ou então escolhem o Parque Sleep’em’All. Vantagens? Tem tendas montadas, eletricidade e balneários com água quente. Têm todas as informações aqui.

Já para quem leva uma caravana, saibam que têm parque específico para o efeito, com pontos de água potável para dar apoio à estadia.

No entanto, para aqueles que preferem ficar alojados como se estivessem a dormir em casa, o melhor é mesmo optar por um hotel ou residencial. Existem muitas, não só em Tomar, mas em toda a região Médio Tejo. Aliás, até podem depois aproveitar para fazer algum turismo rural.

O que fazer durante e fora do festival?

Este ano, a programação paralela do BONS SONS conta com espetáculos de dança, sessões de cinema, peças de teatro, debates, percursos artísticos pela aldeia e todo um espaço dedicado às famílias e crianças. Portanto há muito mais além da música, bem como um livro comemorativo das 10 edições do festival que podem adquirir.

Já fora do festival, saibam que, nas redondezas, existem várias praias fluviais. Desde o Agroal, na nascente do Nabão, às praias do rio Zêzere, as escolhas são muitas.



A não esquecer: a pulseira!

Caso não saibam, foi em 2018 que o BONS SONS passou a ser um festival cashless, ou seja, não é feito nenhum pagamento com dinheiro vivo ou cartões multibanco dentro do recinto do festival. Tudo acontece através de uma pulseira.

Portanto, assim que chegam ao festival e apresentam os bilhetes, terão direito a uma pulseira RFID cashless. Depois basta carregarem a mesma com o montante que desejam e apresentar quando forem comer ou beber alguma coisa.

Caso não usem o valor total carregado, podem pedir a devolução monetária nos pontos de carregamento até às 5h da manhã de cada dia do festival. Caso não façam questão de pedir o dinheiro de volta, saibam que o mesmo será utilizado como donativo para o desenvolvimento de iniciativas sociais e culturais da aldeia de Cem Soldos.

Os bilhetes gerais para o BONS SONS estão muito perto de esgotar. Os passes gerais custam 50€, enquanto que o bilhete diário tem um valor de 25€.

Foto de destaque de: Vera Marmelo

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome