Depois das trotinetes, bicicletas elétricas partilhadas da Bolt vão chegar a Setúbal

- Publicidade -

Estarão inicialmente disponíveis cerca de 50 bicicletas.

Quem mora em Setúbal ou veio recentemente à cidade decerto terá reparado nuns quantos utilizadores que já se deslocam nas trotinetes partilhadas da Bolt. Na cidade, estes veículos começaram a ser disponibilizados no início de junho e, desde então, têm sido percorridos mensalmente perto de 165 mil quilómetros em deslocações de curta distância na cidade com recurso às trotinetes elétricas da Bolt, numa média diária de 3.189 viagens, algo que a autarquia considera ser “a verdadeira expressão da grande aceitação da solução pela população”.

Dado o sucesso, ficou decidido na reunião pública que aconteceu na passada quarta-feira, dia 17 de novembro, que as trotinetes estarão disponíveis na cidade por mais seis meses “para aferir a possibilidade de uma solução sistémica e estabilizada, que poderá ser considerada como uma possibilidade real na diversificação das possíveis ofertas de serviços de mobilidade futuras para o concelho”.

Diz a Câmara de Setúbal que está a ser desenvolvido “um projeto de instalação de docas de atracação das trotinetas, para permitir um estacionamento de forma mais organizada”. Além disso, as trotinetes vão contar com o modo “Beginner” (Iniciado), o qual é ativado automaticamente nas primeiras três viagens de cada utilizador, e serão equipadas com um conjunto de novas funcionalidades, como sensores com capacidade para detetar acidentes, quedas, travagens bruscas e padrões de condução inseguros, bem como alertas de voz inteligentes para notificar os utilizadores sobre as áreas pedonais, áreas de baixa velocidade ou restrições de estacionamento.

Mas isto não é tudo. Na mesma reunião ficou decidido que, além das trotinetes, a cidade passará a contar com as bicicletas elétricas partilhadas da Bolt, num projeto-piloto com a duração de seis meses.

Inicialmente ficarão disponíveis cerca de 50 bicicletas elétricas partilhadas da marca. O preço inicial para o aluguer destes veículos é de 0,05€ por cada minuto de utilização, com uma taxa de desbloqueio gratuita. No decurso da viagem, o preço aumenta, progressivamente, para 0,20€. Ou seja, quanto mais tempo pedalarem, mais irão pagar por minuto.

Por motivos de segurança, a velocidade máxima permitida das bicicletas elétricas é de 20 quilómetros por hora. Os parques localizam-se na Avenida Luísa Todi, na zona nascente e poente, no Parque Urbano de Albarquel, na Praça do Brasil e na Avenida 22 de Dezembro na zona do Convento de Jesus.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Relacionados

- Publicidade -

Mais recentes