fbpx

Benjamin Clementine vem dar três concertos a Portugal no próximo ano

É mais um caso de amor entre artista e público português. Quando surgiu na cena musical, Benjamin Clementine surpreendeu tudo e todos com o seu talento. Em Portugal não lhe fizeram ouvidos moucos, tendo sido vários os concertos que deu no nosso país.

A estreia aconteceu em 2015 no festival Super Bock Super Rock, meses depois de ter editado At Least For Now, o álbum de estreia. Nesse mesmo ano regressou a Portugal para mais cinco concertos (Braga, Aveiro, Porto, Lisboa e Faro), todos eles esgotados.

Já em 2016, o vencedor do Mercury Prize em 2015 foi ao Coliseu de Lisboa, ao Coliseu do Porto e ao Convento São Francisco, em Coimbra. Neste ano, o britânico voltou a Portugal para um concerto no Vodafone Paredes de Coura, onde aproveitou para apresentar em primeira mão à comunicação social o novo álbum, I Tell A Fly.

Em três anos, o artista deu 10 concertos no nosso país. Chega a ser anormal, mas nós não nos queixamos.

Para 2018, a relação de amor com o público português promete ficar ainda mais forte, tendo sido agora anunciados mais três concertos para o próximo ano em Viana do Castelo, Figueira da Foz e Lisboa. Este novo lote de concertos no nosso país está relacionado com o segundo longa-duração, I Tell A Fly, inicialmente concebido enquanto peça de teatro, mas que acabou por transformar-se num álbum de originais. É neste trabalho que Benjamin Clementine fala de temas atuais como o Brexit ou o drama dos refuigados.

Quanto aos concertos, estão previstos para 26 de março no Centro Cultural de Viana do Castelo (bilhetes a 20€), 27 de março no Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz (bilhetes a 25€), e, finalmente, dia 29 de março no Campo Pequeno, em Lisboa (bilhetes entre os 23€ e os 40€). Os bilhetes são colocados à venda esta sexta-feira, dia 8 de dezembro, nos locais habituais.


- Publicidade -

Afiliados

Sigam-nos

10,781FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
629SeguidoresSeguir

Media Partner

Relacionados

Cinco destinos rurais para fazerem férias em Portugal

Já falta menos de um mês para o verão terminar, mas tal não significa que não se possam tirar mais uns dias de férias.
- Publicidade -

Mais Recentes