Auchan abre segunda loja num posto de abastecimento, desta vez em Chelas

É a segunda do género em Portugal.

- Publicidade -

A Auchan inaugurou recentemente uma My Auchan no posto de abastecimento da Cepsa em Chelas (a segunda loja deste formato, após uma primeira loja My Auchan integrada no posto de abastecimento da Cepsa na Ramada), uma loja de ultra-proximidade, em regime de franchising, que alia conveniência à qualidade e frescura dos produtos da marca.

A nova superfície conta com uma área de venda de cerca de 175 m2 e replica o conceito comercial das My Auchan adaptado para servir os habitantes da zona de implantação, neste caso, a localidade de Chelas, assim como os clientes do posto de combustível da Cepsa.

A My Auchan de Chelas afirma-se, assim, como uma loja de bairro, e distingue-se das lojas de conveniência existentes nos postos de abastecimento de combustíveis pela oferta diária de produtos frescos, como frutas e verduras ou pão quente, e também de artigos de marca própria. No total, os clientes terão à sua disposição mais de 2.000 referências de artigos, na sua maioria alimentares.

A loja vai funcionar todos os dias, 24h através de venda ao postigo, e aberta ao público de segunda-feira a sábado das 7h às 22h, bem como aos domingos das 15h30 às 22h.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

Já é possível comprar roupa em segunda mão em quatro lojas Auchan

E ao entregarem as roupas que já não usam recebem em troca vales de compras.

Auchan e Aldi destacam-se na oferta de produtos vegan em Portugal

A Associação Vegetariana Portuguesa (AVP) revela os resultados de um estudo pioneiro da oferta vegana nos retalhistas alimentares portugueses.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Inaugurado primeiro Espaço Cidadão numa unidade de saúde

Algo que vem facilitar ainda mais a vida aos cidadãos.

Clockwork Aquario – Uma nova oportunidade para este clássico perdido

Anteriormente cancelado, o título da Westone regressa à vida graças à conversão da Inin Games.

Crítica – Resident Evil: Welcome to Raccoon City

Infelizmente, ainda não foi desta que surgiu um filme genuinamente bom de uma adaptação de Resident Evil para o grande ecrã.