Apple TV+. Serviço de streaming da maçã já está disponível

Finalmente! Após muitos rumores de que a Apple se queria lançar no mercado do streaming de conteúdos, e de ter, efetivamente, confirmando essa aposta, hoje, dia 1 de novembro, o serviço de streaming Apple TV+ ficou disponível.

- Publicidade -

É verdade. A marca, que ficou conhecida pelos seus computadores Macintosh, pela criação dos iPods e, mais recentemente, pelos iPhones, entra agora num mercado onde players como a Netflix, HBO ou Amazon dominam.

Neste dia de estreia, existem oito produções que já podem ser vistas: The Morning Show, See, For All Mankind, Dickinson, A Rainha Elefante, Helpsters, Escritor Fantasma e Snoopy No Espaço. Temos, portanto, quatro séries para adultos, um documentário e três séries para criança.

Para breve neste serviço de streaming, está prevista a estreia de produções como Servant, Hala, Oprah’s Book Club e Truth Be Told.

Apesar de, neste momento, e como seria de esperar, a Apple não ter nenhum hit, há muito caminho para percorrer, mas os críticos especializados dizem que vale a pena acompanhar o drama de For All Mankind, que conta com nomes como Joel Kinnaman, Wrenn Schmidt e Shantel VanSanten, entre outros.

A Apple promete produções originais para todos os meses, sem qualquer tipo de publicidade e on demand.

Para já, há limites, que é a quantidade de dispositivos onde se podem ver as séries Apple. Por exemplo, para quem tiver iPhone, iPad, Mac ou Apple TV, a app Apple TV já vem incluída. Essa mesma app irá eventualmente chegar a várias Smart TV, bem como a dispositivos de streaming populares, embora seja de esperar que modelos mais antigos fiquem sem acesso à app Apple TV.

Já para quem tem PCs Windows ou smartphones Android, esqueçam: por agora não vão conseguir aceder legalmente às séries da Apple.

Ou seja, quer isto dizer que a Apple, se quiser realmente ter muito sucesso no mercado de streaming, tem de ser o mais abrangente possível. Afinal, o quão mais cómodo é ver uma série na TV ao invés de no ecrã mais pequeno do iPhone, iPad ou Mac?

Em termos de preços, a Apple dá-se ao luxo de, neste momento, ter um assinatura a um preço bem simpático: 4,99€ por mês, assinatura essa que pode ser utilizada até um máximo de seis pessoas da mesma família. Um luxo.

Melhor de tudo? Há um período experimental de sete dias, pelo que, durante uma semana, poderão ver as produções deste serviço de streaming Apple sem pagarem qualquer cêntimo.

Outra boa novidade é o facto de, quem for comprar um novo iPhone, iPad, iPod touch, Mac ou Apple TV, terá oferta de um ano de assinatura do Apple TV+. Neste caso, terão três meses para validar a oferta após a ativação do produto adquirido.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

Donos de uma PlayStation 5 têm agora oferta de seis meses de Apple TV+

Uma oferta que chega mesmo a tempo de aproveitar os próximos conteúdos daquele serviço de streaming.

Mini-Críticas Cinema – Edição 2021

Normalmente preparo este tipo de artigo perto do final de cada ano com mini-críticas que fui guardando de alguns filmes para os quais não tive tempo de escrever uma opinião mais extensa.

Antevisão – Ted Lasso (2ª Temporada)

Uma das séries mais acarinhadas de 2020 está de regresso um ano depois para a nova temporada do AFC Richmond, que agora milita na 2ª divisão Inglesa (EFL). Novos desafios avizinham-se, sobretudo a nível mental, mas nada que não se resolva. Só é preciso "acreditar".

Foundation estreia na Apple TV+ a 24 de setembro

A ambiciosa adaptação de Isaac Asimov recebe um novo trailer e data de estreia.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Revista TIME elege Coimbra como um dos 100 locais do mundo a visitar em 2021

A cidade candidata a Capital Europeia da Cultura em 2027 é uma das duas cidades portuguesas que figuram nesta lista.

Dragon Ball Super: Super Hero é o nome do novo filme

Foi revelado o teaser que anuncia esse mesmo nome, bem como um primeiro olhar ao design de algumas personagens.

Festival O Sol da Caparica passa para 2022

A organização promete "uma edição incrível e inesquecível com muita música lusófona".