Análise – Razer Viper Ultimate

Durante as últimas semanas tive a oportunidade de experimentar alguns dos novos produtos da Razer, entre eles a mais recente adição ao catálogo de ratos gaming da marca chinesa, o Razer Viper Ultimate.

O Razer Viper Ultimate é um dos melhores exemplos para justificar a razão da existência deste tipo de ratos dedicados aos entusiastas dos videojogos e não só. Além de muitas outras vantagens, estes periféricos tendem a ser muito mais rápidos que os ratos tradicionais, como a recolha de informação de movimentos milhares de vezes por segundo, o que os torna muito mais precisos para quem quer ganhar partidas em jogos online ou, até, para fazer trabalhos de multimédia.

Mas antes de entrar em especificidades, o que me saltou à vista nesta unidade de teste foi o peso e a liberdade do Razer Viper Ultimate. Este é um rato sem fios, com suporte para um cabo com ligação USB-C que permite a utilização enquanto carrega, sendo também simétrico e ambidextro, o que significa que pode ser usado nas duas mãos. E é muito, muito leve, pesando apenas 74 gramas.

Com um design moderno e radical, o Razer Viper Ultimate mantém alguma elegância com uma linha simples. O acesso à porta do cabo USB-C está escondido na parte da frente, o sistema Chroma está oculto (com o símbolo da Razer invisível quando apagado) e conta apenas com um conjunto de dois pares de botões personalizáveis em cada lado.

Com um formato bastante ergonómico, o Razer Viper Ultimate não é um rato muito grande, mas adapta-se facilmente a qualquer mão, mantendo todos os botões acessíveis de forma eficaz graças ao seu peso e liberdade no modo sem fios. É extremamente fácil de usar, como uma perfeita extensão do nosso corpo para controlar o PC.

De facto, o Razer Viper Ultimate pode causar alguma estranheza a quem usa ratos maiores. Vindo de outro rato da marca, um Razer Basilisk, 30 gramas mais pesado e ligeiramente maior, a estranheza fez-se logo sentir, ainda que não fosse fácil perceber logo se era melhor ou pior.

Outras diferenças e pormenores que me chamaram à atenção comparado com o meu rato principal, o Basilisk, foi perder o acesso à roda de resistência do scroll e à patilha amovível do lado do polegar, que uso como gatilho de sensibilidade.

Mas estas são pequenas observações que rapidamente são ignoradas quando usamos o Razer Viper Ultimate e as suas capacidades.

O sensor ótico é de alta sensibilidade, capaz de ir até aos 20.000 DPI graças aos vários níveis personalizados através da aplicação Razer Synapse, que, bem ajustados, juntamente com a sua base suave, oferecem uma experiência de utilização muito agradável e orgânica.

razerviperultimate

Os botões do Razer Viper Ultimate são uma novidade, com a introdução de switches mecânicos óticos de alta precisão que registam todos os cliques a uma velocidade impressionante e prometem um tempo de vida muito superior aos botões de rato convencionais, uma vez que não necessitam de um contacto mecânico.

Com uma bateria que dura cerca de 70 horas, foram literalmente dias que pude usar o Razer Viper Ultimate sem necessidade de o carregar. Em momento algum senti falhas de sinal ou lag proveniente do rato. Um aspeto muito positivo desta liberdade, para além de podermos mover o rato para qualquer lado, é o quão “limpa” a secretária fica, com menos um cabo ligado ao computador.

Mas não quer dizer que não tivesse que usar um cabo, especialmente na necessidade de o carregar, que, felizmente, permite também a sua utilização.

O modelo recebido para teste trazia uma base de carregamento, que é vendida em separado ou em bundle com o rato. Esta base pode ser usada com o cabo do Razer Viper Ultimate, tem uma porta USB para ligar o adaptador sem fios e permite, obviamente, o carregamento. A base é útil para colocar o rato sempre que não é necessário, garantindo que o rato tem sempre bateria, desde que, claro, o computador esteja ligado.

Contudo, é na base que encontro o maior problema da experiência com o Razer Viper Ultimate. O carregamento total da bateria, depois de descarregada, revelou-se mais lento do que o ideal, demorando algumas horas Houve também momentos em que parecia que o rato não ficava bem colocado na base. Na realidade, dei por mim a pegar sempre na base com a mão para garantir que ficava tudo bem posicionado.

Ainda assim, o Razer Viper Ultimate revelou-se uma excelente surpresa e um periférico a considerar graças à sua precisão e extras que permitem uma precisão inteligente de acordo com a velocidade em que movemos o rato, pela ergonomia e pela liberdade sem fios.

O Razer Viper Ultimate já está à venda e pode ser comprado em lojas selecionadas ou através do site da Razer por 169.99€.

Echo Boomer Review Muito Bom Recomendado

Razer Viper Ultimate

Este dispositivo foi cedido para análise pela Razer.

Desenhado para gamers, mas não só, o Razer Viper Ultimate é um rato sem fios extremamente rápido e com tecnologia de ponta que irá satisfazer qualquer utilizador.

- Publicidade -

Sigam-nos

10,562FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
610SeguidoresSeguir

Relacionados

Análise – Razer Basilisk V2

Novo look, mais ergonómico e funcional.

Análise – Huntdown

Um excelente jogo de ação, inspirado por clássicos dos anos 80, que nos coloca no papel de um caçador de prémios em luta contra os gangues que procuram destruir a sua cidade.

Análise – Corsair Dark Core RGB Pro SE

Luzes, wireless, ação! O Corsair Dark Core RGB Pro SE é a nova aposta da marca de periféricos gaming e promete uma das experiências mais versáteis e simples de usar.
- Publicidade -

Mais Recentes

Já há datas para o ano letivo 2020/2021

As primeiras cinco semanas servirão para recuperar matéria em atraso. Já as férias da Páscoa serão mais curtas.

Elton John vai disponibilizar concertos clássicos no YouTube

A série de concertos Elton John: Classic Concert Series pretende angariar fundos para a Elton John AIDS Foundation, de modo a apoiar os afetados pelo COVID-19.

Há novas confirmações no Sumol Summer Fest 2021

E haverá, claro, tal como tem sido habitual, um espetáculo exclusivo com o que de melhor se faz no hip hop nacional.