Análise – Razer Naga Chroma: Um rato cheio de atalhos

Para completar a coleção de periféricos coloridos personalizados da Razer, a marca dispõe de um catálogo de ratos dedicados a videojogos com muitas funções e de alta performance. Um desses exemplos é o Razer Naga Chroma, um rato criado a pensar nos jogos MMO, e não só.

- Publicidade -

O Razer Naga Chroma existe ainda em modelo sem fios, mas, neste caso, tivemos à nossa disposição o modelo mais tradicional, algo que, embora garanta um tempo de resposta sem precedentes, pode ser um incómodo por haver imenso cabo disponível.

As diferenças em relação ao modelo wireless também estão patentes no sensor. Aqui vamos ter um sensor 5G de 16.000 DPI, ao caso que, no modelo sem fios, está presente um sensor 4G de apenas 8.200 DPI, uma diferença que se pode refletir para quem pretende jogar jogos rápidos de alta precisão.

Mas focando-nos neste modelo, estamos perante um rato de alta qualidade, bastante ergonómico e que ocupa toda a nossa mão de forma confortável.

O material aborrachado que o reveste é suave e anti-sujidade e a sua base desliza bem em qualquer material, ainda que se recomende o uso de um tapete.

No lado direito, vamos encontrar um pequeno teclado, muito bem posicionado para ser usado com o polegar. Ao todo, são 12 botões mecânicos bastante fáceis de usar, mas que requerem alguma habituação até ganhar a memória muscular necessária.

São especialmente úteis em jogos como DOTA, LOL, Diablo, entre outros, que requerem o uso de muitos comandos. Mas é também bastante prático no uso de aplicações de produção, onde podemos aplicar diferentes comandos a cada botão, como por exemplo o Adobe Photoshop.

Mais perto dos dedos vamos ter a habitual roda. Esta roda iluminada de um modo que lembra as motas do Tron tem três comandos básicos, o clique para baixo e para os dois lados. Por defeito, um toque para um dos lados tem a função de Num lock, pelo que se recomenda logo o ajuste para não ter frustrações no futuro.

Mesmo por baixo da roda, vamos ainda encontrar dois botões de fácil acesso que nos permitem alterar diretamente a sensibilidade do rato.

Os dois botões principais do Razer Naga, o esquerdo e o direito, prometem um tempo de resposta de 1ms, e funcionam como os botões de um teclado mecânico, sendo altamente clicáveis e sensíveis.

Tal como todos os produtos da gama Chroma, este rato é personalizável e compatível com o software Synapse.

Apesar de também oferecer milhões de cores, os padrões de luz são mais limitados comparativamente ao que encontramos nos teclados desta gama. Ainda assim, emparelha muito bem visualmente com os restantes periféricos.

No software, vamos também poder personalizar os comandos e o comportamento do rato do modo que mais nos convém.

O Razer Naga Chroma não é um simples rato de gaming. É confortável e tem a versatilidade necessária para quem passa muito tempo com um rato na mão. Já a sua precisão e rapidez demonstram-se bastante úteis não só em jogos, mas também em ferramentas de produtividade, podendo este equipamento ser um bom companheiro para quem interage diretamente com diferentes elementos.

O Razer Naga Chroma encontra-se disponível por um preço recomendado de 99,99€.

O equipamento foi cedido para análise pela Razer.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Sigam-nos

12,987FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
785SeguidoresSeguir

Parceiros

Relacionados

NOS promete oferecer a primeira experiência Gaming em 5G em Portugal, mas o que não vai faltar são alternativas

A NOS vai aproveitar a chegada do 5G para lançar a sua proposta de gaming via Cloud com a ajuda da Blacknut.

Análise – Gaming Keyboard ESG K6 Mechanik

Ótimo para escrever, nem tanto para jogar.

Análise – Gaming Mouse ESG M5 Triforce

Extremamente completo, mas com muitos sacrifícios.

Análise – Mundaun (PlayStation 4)

Completamente desenhado a lápis, este é um jogo de terror que não podem ignorar.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

F1 2021 chega a 16 de julho com uma campanha narrativa

Será o primeiro jogo da F1 lançado pela EA desde 2003.

Dom. A nova série da Amazon chega já em junho

Produzida pela Conspiração Filmes e realizada por Breno Silveira e Vicente Kubrusly, Dom é uma série de drama policial baseada em factos reais.

Conhece que ameaças esconde o novo exclusivo PlayStation 5, Returnal

Monstros e estranhas entidades vão ser as barreiras de Returnal.