Análise – Razer Blackshark V2

O balanço perfeito da linha Blackshark.

Razer Blackshark V2
- Publicidade -

Depois de experimentar o Razer BlackShark V2 X e o Razer BlackShark V2 Pro, chegou a altura de colocar as mãos no modelo intermédio, o Razer Blackshark V2. Apesar do nome mais simplista, este não é o modelo base, mas sim a base da nova linha BlackShark. Oferece melhorias face ao mais acessível X, mas sem ir tão longe como a versão Pro, que já conta com funções wireless. Ainda assim, o Razer Blackshark V2 aproxima-se mais da sua versão aumentada, como um par de auscultadores de alta qualidade, a roçar o premium, para o utilizador exigente.

Os Razer Blackshark V2 são, assim, um par de auscultadores com fios, compatíveis com a utilização no PC e consolas através da sua ficha de 3.5mm, para ligar aos comandos, e o seu cabo maleável de alta qualidade e de baixo atrito, o Speedflex.

A qualidade de materiais é semelhante à da versão Pro, portanto, do melhor que a Razer utiliza atualmente, ainda que, ao pegar neles, essa não seja a sensação imediata, mas por uma excelente razão: são incrivelmente leves. Esta foi a minha oportunidade de largar os meus auscultadores diários, os HyperX Cloud II, que se incluem mais ou menos na mesma gama, e a diferença foi abismal.

Para ajudar a este sentimento, temos a ergonomia dos Razer Blackshark V2, que são extremamente confortáveis, e não fazem muita pressão, mas mantêm-se muitíssimo estáveis quando colocados, graças às almofadas fofas de flownknit que tapam as nossas orelhas e ajudam a isolar a acústica. Os materiais usados também fornecem alguma flexibilidade de manuseamento com ajustes e torcedelas, sem o perigo de partir. Ainda no seu design e construção, temos um aspeto muito parecido com o resto da linha, com acentos em verde, sem Chroma RGB e destaque para o seu microfone destacável.

Razer Blackshark V2

Uma das vantagens deste par de auscultadores face ao modelo mais básico é a inclusão de um adaptador USB, que serve de DAC. Através deles, temos acesso a uma qualidade de som flexível via Razer Synapse onde, além de criar perfis de equalização, podemos configurar o excelente áudio espacial certificado pela THX, que permite ser configurado de forma diferente para cada aplicação ou jogo. Esta ligação USB é compatível, por exemplo, com a PlayStation 5 ou a Nintendo Switch, mas tirando uma forma diferente de ligar os auscultadores às consolas, não oferece nenhuma outra vantagem. Dito isto, usando a ligação de 3.5mm ou o USB, a experiência é idêntica.

A nível de som, estamos novamente perante um fantástico par de auscultadores. Os drivers TriForce Titanium de 50mm da Razer estão de regresso para nos oferecer um excelente alcance e diferença de tons. Por defeito, a equalização é bastante clara e pouco exagerada, como é normal neste tipo de equipamentos para gamers, permitindo, assim, através de equalizadores, aumentar ou diminuir confortavelmente o nível de bass.

Graças à natureza dos auscultadores, contamos também com uma acústica fantástica, o que permite a fácil distinção espacial de objetos e movimentos em diferentes cenários, seja em jogos ou em filmes, especialmente se tivermos ativos o THX ou, em alternativa, o Dolby Atmos para headphones ou o Windows Sonic, que fazem um trabalho semelhante no PC e nas consolas Xbox.

Não seria um par de auscultadores para gamers sem funções de comunicação e, neste caso, os Razer Blackshark V2, tal como os outros auscultadores desta linha, fazem um trabalho muito satisfatório. O microfone retrátil Hyperclear Cardioid capta o som de forma clara para sessões de chat, jogos multijogador e streaming, e bem afinado no Razer Synapse, com o auxílio da ligação USB, até para produção de conteúdos pode ser uma alternativa, uma vez que vamos ter controlo para afinar o volume, a redução do som ambiente e equalização do microfone, entre outras propriedades.

Razer Blackshark V2

Se tivesse que descrever os Razer Blackshark V2 em duas palavras seria com “conforto” e “clareza”, duas qualidades bastante importantes num equipamento do género. Neste caso, são apenas a cereja no topo do bolo daquilo que é um par de auscultadores bastante completo e versátil.

Os Razer Blackshark V2 já estão à venda na loja da Razer por 109,99€, juntamente com o mais simples Razer Blackshark V2 X e o mais avançado Razer Blackshark V2 Pro.

Nota: Muito Bom - Recomendado

Este dispositivo foi cedido para análise pela Razer.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Sigam-nos

12,987FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
784SeguidoresSeguir

Parceiros

Relacionados

Análise – Balan Wonderworld (PlayStation 5)

Balan Wonderworld promete uma viagem ao país das maravilhas, mas tudo o que oferece são pesadelos.

Análise – Signs of the Sojourner (PlayStation 4)

Aprendam a arte do diálogo neste jogo de cartas e aventura.

Análise – Bravely Default II (Nintendo Switch)

Um regresso seguro à fórmula clássica do género naquele que será um dos exclusivos mais esquecíveis da Nintendo Switch.

Análise – Anodyne 2: Return to Dust (Xbox One)

Uma viagem emocional e marcante por um mundo coberto de pó e cinza.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Análise – Creative Stage V2

Uma barra de som com um subwoffer dedicado que, em conjunto, podem fazer maravilhas para quem tem televisores mais antigos.

McDonald’s e Burger King estão quase a abrir restaurantes na Nazaré

Após não se ter concretizado a abertura no ano passado, 2021 é o ano em que as cadeias de fast food vão chegar à Nazaré.

Tomatino. Setúbal vai receber novo restaurante dedicado às pastas italianas

Vai situar-se no local que, até então, era do Café 3.