Análise – Nebula Solar Portable

- Publicidade -

Um projetor que pode ser adquirido por menos de 500€. Não pensem duas vezes.

O Nebula Solar Portable é um projetor da Nebula, submarca do grupo Anker Innovations, traduzindo-se num gadget totalmente pensado para proporcionar ao utilizador uma ótima experiência de cinema em casa e… fora dela.

O Nebula Solar Portable, como o nome indica, é um projetor portátil. Não é o único no mercado, é certo – existem vários outros projetores de outras marcas com bateria embutida -, mas o facto de ser proveniente de uma marca reconhecida no mercado dá-lhe bastante valor, principalmente para levar para qualquer lado.

Em primeiro lugar, vejamos as especificações técnicas: 1080p de resolução nativa (Full HD), luminosidade de 400 ANSI Lumen, processador quad-core A55, GPU quad-core Mali G31, 2GB de RAM, 8GB de memória interna eMMC, bateria de 20.000mAh, Android TV 9.0, sistema de Autofoco e Correção Keystone, entre outras características. Conta também com um suporte embutido, além de um ponto de rosca na base para inserção de tripé (não incluído com o produto). Apresenta, ainda, umas muito agradáveis três horas de autonomia da bateria, pelo que poderá funcionar sem qualquer cabo ligado.

No que toca à conectividade, o Nebula Solar Portable é compatível com Bluetooth e conta, na traseira, com uma entrada de USB, USB-C (dedicada ao carregamento da bateria) e HDMI (atenção que as entradas de USB e de HDMI não podem ser usadas simultaneamente para streaming de vídeo e conteúdos áudio).

Disponível somente em cor branca, este projetor tem uma bonita forma quadrada achatada com 19 cm de largura, cantos arredondados e 1,4kg de peso, contendo na sua caixa o carregador de tomada, um controlo remoto, duas pilhas AAA e um guia rápido de instruções.

Analisemos as suas características no decorrer das etapas de uma primeira utilização (que é bastante simples): na base, como foi dito, o aparelho dispõe de um suporte embutido que permite ajustar o ângulo de projeção até 13 graus. Devem abri-lo e posicioná-lo sobre qualquer superfície plana, caso não disponham ou não pretendam usar um tripé. Seguidamente, inserem corretamente as pilhas no comando. Já na parte traseira do aparelho, pressionem por dois segundos o botão de «Power on». Fazem o respetivo emparelhamento com o comando via Bluetooth… e estão prontos.

A partir daqui terão ao dispor uma série de funcionalidades. Além das mais banais, como o ligar/desligar, o ajuste de volume, o retroceder, as configurações do sistema e as setas de navegação, o comando do Nebula Solar Portable apresenta a função de ajuste do foco: pressionando um simples botão podem acionar imediatamente uma autofocagem rápida. Num outro botão, podem usar o Google Assistant. E caso queiram, podem sempre fazer download da aplicação para smartphone Nebula Conect, que vos permite controlar o projetor através de um dispositivo móvel, seja telemóvel ou tablet. Não é essencial, mas dá jeito caso não encontrem o comando remoto, por exemplo.

De resto… é usufruir. O Nebula Solar Portable é capaz de projetar uma imagem que pode ir até às 120 polegadas, ou seja, nada mais nada menos do que 304.8 cm de ecrã. Os detalhes são nítidos e o esquema de cores é bastante razoável. Já no que toca à luminosidade, recomenda-se vivamente que fechem os estores e deixem a divisão às escuras, ou que o usem somente no período da noite. Uma vez que é bastante modesto no que toca aos ANSI lúmens – somente 400 -, isto fará com que assistir a conteúdos, misturado com a luz ambiente que vem da rua, seja bastante complicado. Não é que seja impossível, mas não é, de todo, aconselhável.

Já o sistema de áudio, apesar de não ser impressionante, não deixa a desejar, muito devido aos seus altifalantes duplos de 3W (repare-se que o Nebula Solar pode ser usado como um altifalante Bluetooth portátil). E tal como já referimos, a sua bateria recarregável embutida permite desfrutar de uma sessão de cinema onde quiserem – sim, até mesmo se forem acampar, embora aí se recomende que levem um disco externo com alguns vídeos ou filmes.

Para que tudo funcione, há que realçar o facto de ter pré-instalado de origem o Android TV 9, que reúne mais de 5000 aplicações. Seja apps de streaming, podcasts, jogos, etc, terão as vossas apps favoritas onde quiserem.

Caso pretendem espelhar o ecrã do vosso smartphone através do aparelho, façam a experiência de escolher um videoclip, por exemplo, clicar no símbolo «Cast» (Transmitir) e selecionar, então, o dispositivo como “D 2131” (podem depois mudar-lhe o nome de origem), depois de assegurarem que a conexão wireless está ativa.

No entanto, será este projetor superior a outros que já testámos, como por exemplo o Wemax Dice? Bom, em comparação, não restam dúvidas de que, no Nebula Solar Portable, a dimensão da tela projetada ganha ligeira vantagem pela superfície ligeiramente maior de projeção, o que é sempre um atrativo atendendo à sensação cinemática que se espera deste tipo de dispositivos (ainda que tal se resuma a meia dúzia de centímetros…). Mas em matéria de brilho e do efeito sonoro do som ambiente, o Nebula Solar já não está ao mesmo nível.

Na verdade, temos de reconhecer que o Wemax Dice exibe uma qualidade superior quer de imagem quer de som – de imagem, pela luminosidade mais fulgurante, e de som, pela maior eficácia do efeito “surround”. Apenas para que se perceba e não fiquem dúvidas, quem tem um Wemax e pretende usá-lo fora de horas, sobretudo depois de as crianças irem dormir, tem mesmo de recorrer a uns headphones pois, apesar de se poder reduzir o nível do som para o mínimo, este é sempre demasiado alto. Já com o Nebula, não haverá garantidamente esse problema: o nível mais baixo do som é absolutamente inócuo, tal como quando se regula o som de uma televisão vulgar.

Já o ângulo de projeção, esse é sem dúvida uma das maiores vantagens do Nebula Solar Portable. Admitamos que, em muitas casas, a base para o projetor se situe num canto da sala, por exemplo, num móvel de apoio lateral ao sofá: a projeção resultará ainda assim perfeita, até um ângulo de 40 graus com a parede ou superfície de projeção.

De realçar, no entanto, que estas fotos que vos mostramos não fazem jus à qualidade final do produto: além de terem sido captadas por um smartphone, a distância não é ideal e também não temos uma tela. Se reunirem todas essas condições, certamente que irão ficar agradados com o resultado final.

Portanto, contem com uma boa autonomia de bateria, autofocagem muito cómoda e ângulo de projeção bastante adaptável: estes são os pontos fortes que tornam apetecível e uma boa aquisição este Nebula Solar Portable.

Na verdade, se o adquirirem neste momento através da Amazon DE, poderão tê-lo por 467€ mais portes de envio. Um excelente preço para o pacote que oferece. Podem, também, optar por um recondicionado, com um preço ainda mais apetecível: somente 399,99€ mais portes.

Recomendado

Este dispositivo foi cedido para análise pela Anker.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

- Publicidade -

Relacionados

Análise – Projetor Wemax Dice

O WEMAX Dice é não só um projetor inteligente ultraportátil, como promete criar um cinema em casa, ou em qualquer lado, com bastante qualidade.

Análise – Projetor Wewatch V70

Um equipamento para cinema em casa… para quem não for não muito exigente.

A Amazon Alexa vai chegar aos dispositivos Acer

Em 2018, os dispositivos da Acer vão ter com uma novidade: a  inclusão da assistente virtual Amazon Alexa. Esta tecnologia...

O novo projetor da LG deixa-te usar o 4K onde quiseres

A LG não é estranha em torcer ideias e conceitos com dispositivos únicos no mercado. Um desses exemplos vem...
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Onde e quando assistir a O Senhor dos Anéis: Os Anéis do Poder

A série da Amazon tem estreia marcada para dia 2 de setembro em Portugal.

Death Stranding pode estar a caminho do PC Game Pass

A nova foto de perfil da conta oficial do Xbox Game Pass para PC denuncia o inesperado.

Cartaz do Festival F está fechado

Está quase aí um dos últimos grandes festivais de verão.