Análise – Modern Warfare 2 Remastered

Após muitos rumores e fugas de informação, eis que a remasterização de Call of Duty: Modern Warfare 2 não só é real, como já está disponível para jogar. Pelo menos a sua campanha.

Ao contrário de Call of Duty 4: Modern Warfare, que foi remasterizado antes do reboot da série rebentar no PC e consolas no final do ano passado, Modern Warfare 2 Remastered é composto apenas pela sua campanha, deixando de parte qualquer funcionalidade online. Uma estranha decisão dada a popularidade da componente multijogador da altura, mas igualmente interessante ao ressuscitarem as emoções desta aventura, pois acabam por dar importância ao legado da série no que toca às campanhas dos seus jogos, que ainda atraem muitos jogadores de edição para edição

Claro que existe sempre o interesse comercial da propriedade inteletual e o nome da marca, mas felizmente esta remasterização consegue oferecer o mínimo das novidades, quer para novos jogadores, quer para fãs de longa data.

Sinto que Modern Warfare 2 foi um ponto de viragem para a série. Se o anterior abriu as portas para novas histórias inspiradas em conflitos fictícios e contemporâneos, largando as batalhas históricas da Segunda Grande Guerra, Modern Warfare 2 abraçou o lado de ação cinemática que moldou quase tudo o que Activision lançou após isso.

Não foi uma mudança apenas no que toca ao tipo de histórias a contar dando alguma liberdade criativa aos estúdios. Foi, também, uma mudança no ritmo com que estas passaram a ser contadas. Com mais emoção, riscos mais altos, tudo a um ritmo alucinante.

Pela novidade da mudança neste sentido, Modern Warfare 2 é visto por muitos jogadores como um dos melhores da série, um grupo onde me insiro, por estas razões muitas mais, e esta remasterização lembrou-me porque é que gosto tanto deste jogo. Sempre fui muito mais fã de campanhas do que de modos multijogador e Modern Warfare 2 foi um dos últimos jogos da série Call of Duty que gostei genuinamente, sentimentos pela série que só tive com o arriscado Infinity Warfare e com o recente reboot de Modern Warfare. Foi, por isso, com alguma emoção, que abracei este MW2R.

A remasterização do jogo, numa primeira impressão, é tal e qual aquilo que eu imaginava que o jogo já era. Apesar das resoluções melhoradas (até 1080p na PlayStation 4 Slim e 4K na PlayStation 4 Pro) das texturas de alta resolução, suporte HDR, entre outras, tudo parecia igual. As diferenças não se destacam, de todo, à primeira vista (culpa das boas memórias que tendem a tornar tudo mais fantástico do que realmente era), a menos que se tenha jogado o original muito recentemente ou se coloquem as duas versões lado a lado. Ou seja, mantém o sentimento de que viajámos no tempo.

Todavia, de missão para missão, situação para situação, começam-se a destacar pequenos pormenores que antes não existiam. Efeitos de pós-processamento como motion blur aparecem nas cinemáticas na primeira pessoa, alguns níveis apresentam uma iluminação diferente, as texturas dos modelos e níveis ganham mais detalhes, o efeito de profundidade em algumas situações parece mais aprimorado e realista, as animações parecem mais fluídas e realistas e alguns trechos cinemáticos foram refeitos, mantendo a mesma estrutura e diálogos.

Rapidamente apercebemo-nos que estamos num título completamente novo que tira partido de tecnologias novas, num jogo que volta a motivar-nos a continuar a sua breve aventura até ao fim, em parte, para ver o que há de diferente. Fundamentalmente, MW2R é exatamente o mesmo jogo de 2009. A história é a mesma, as missões são as mesmas, o arsenal é o mesmo, mas com visuais melhorados. E tudo parece funcionar na perfeição.

Com uma campanha de meia dúzia de horas, nas quais passei numa só sessão, Call of Duty: Modern Warfare 2 não é tão pequeno como me lembrava. Tem o tamanho certo, muito por causa do ritmo alucinante, mas recheado de situações tensas, dinâmicas e únicas.

A remasterização relembrou-me a extensa variedade dos seus níveis e de como cada um é único e apresentado de uma forma que faz sentido na história, sem perder fio à meada das situações. As sequências automáticas e mais limitadoras às nossas opções durante o combate mantêm-se, mas Modern Warfare 2 fá-lo de uma forma tolerável, sem nos retirar o controlo e sem se deixar levar muito a sério. É precisamente o contrário do que a série fez em títulos posteriores, repetindo momentos épicos ao tentar constantemente elevar o espetáculo das suas sequências ao ponto de caírem no ridículo. Tudo o que Modern Warfare 2 faz, faz com contenção e de forma extremamente satisfatória.

E, no fim, MW2R, mesmo sendo só um jogo de campanha, tem conteúdo suficiente para ser repetido e jogado muito além do tempo da sua história. Contando com algumas das sequências mais emocionantes da série, como a missão bombástica em Washington D.C. onde entramos numa corrida contra o tempo ao som do fantástico tema de Hans Zimmer e Lorne Balfe, há imensos colecionáveis para apanhar que desbloqueiam cheats e modificadores para repassar o jogo ou as missões de novas formas. Funções que já estavam no original, pelo que é ótimo vê-las de volta.

Há, contudo, algumas coisas que gostava de ver melhoradas, admito. Como comentava no início, gostava de ver um salto visual um pouco melhor. Na PS4 Slim, a qualidade de imagem não é tão perfeita como gostaria de ver em alguns momentos, e é uma pena que não haja uma opção de controlo de volume independente para a música, efeitos sonoros e diálogos.

Mas no fim do dia, Modern Warfare 2 Remastered, ou não Remastered, continua a ser um jogo incrível, com uma história Hollywoodesca cheia de patriotismos americanos, sem vergonha, arriscada, mas muito divertida e emocionante. E apesar de pequeno é delicioso.

A melhor parte de tudo é que Modern Warfare 2 Remastered é um standalone, o que significa que não é preciso ter o atual Modern Warfare instalado, ao contrário do novo Warzone, e chega com um preço mais acessível de 25€.

Para já, Call of Duty: Modern Warfare 2 Remastered é um exclusivo PlayStation 4, com a versão Xbox One e PC a chegarem no final de abril.

Nota: Muito Bom

Call of Duty: Modern Warfare 2 Remastered

Plataforma: PC, PlayStation 4, Xbox One
Este jogo (versão PlayStation 4) foi cedido para análise pela PlayStation Portugal.

Modern Warfare 2 Remastered traz de volta as emoções daquela que é, para muitos, a melhor campanha da série Call of Duty, desta vez em altas resoluções e com tecnologias que tornam o jogo mais atual do que nunca.

- Publicidade -

Sigam-nos

10,692FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
623SeguidoresSeguir

Media Partner

Relacionados

Análise – Destroy All Humans!

Conquistem a Terra neste regresso a 2005.

Crítica – Palm Springs

Palm Springs não só é uma das melhores rom-coms alguma vez feitas, como é também um dos melhores (se não mesmo o melhor) filmes de 2020 até à data.
- Publicidade -

Mais Recentes

Jack Black revela novas imagens de Psychonauts 2

O artista usou o seu canal de YouTube para mostrar como é que se joga a nova aposta da Double Fine.

Descontio. A plataforma que ajuda a poupar tempo e dinheiro no planeamento das compras de supermercado

A anteriormente conhecida plataforma Savvy Descontos fez um rebranding, mas os objetivos continuam os mesmos.