Análise – Maono PD400X

- Publicidade -

O Maono PD400X é uma boa opção para quem está a começar a sua aventura no mundo dos podcasts, mas também para aqueles que procuram um microfone pensado para uma panóplia de situações distintas.

Com a crescente popularidade dos podcasts, não é de estranhar que as marcas de hardware apresentem consistentemente novas oportunidades e apostas cada vez mais orientadas para a qualidade de voz. O conforto, a facilidade de utilização e a versatilidade dos vários componentes que compõem a gravação do vosso programa preferido são cada vez mais procuradas por profissionais que querem melhorar as suas gravações, e a Maono almeja dar aos seus clientes o melhor de ambos os mundos. No que toca à gravação de voz, recebemos recentemente o modelo PD400X, um microfone dinâmico financiado através do Kickstarter que promete a melhor qualidade de gravação a um preço convidativo, e de facto podemos confirmar que se trata de uma aposta forte para todos os que procuram algo novo e acessível nesta área de hardware.

O Maono PD400X é muito mais versátil e seguro do que pode aparentar pelas suas imagens promocionais. Revestido em metal, o modelo da Maono é resistente, compacto, pesado e de um acabamento minimalista que se torna familiar em qualquer contexto de gravação – seja num estúdio de som profissional, particular ou na tranquilidade da vossa casa. O microfone é acompanhado por uma base robusta de metal, de 300g, que lhe traz a estabilidade necessária para eliminar ruídos de fundo – muito auxiliado pelas borrachas que impedem movimentos bruscos – e que nos permite instalá-lo confortavelmente em qualquer parte da nossa secretária. O design clássico acaba por ser refrescante, especialmente se, como nós, têm mais contacto com produtos pensados para a indústria dos videojogos, com o acabamento em negro a dar-lhe um tom mais profissional.

No entanto, o PD400X esconde algumas funcionalidades adicionais no seu minimalismo e que são ideais para qualquer amante de som. Não só temos dois tipos de conexões disponíveis, em USB-C e XLR – que reforça o quanto este modelo é pensado para os profissionais e não só os curiosos -, como o PD400X apresenta um manípulo de controlo de volume, que nos permite determinar a qualidade da voz sem necessitarmos de aceder a um programa de gravação. Este manípulo, ou Smart Knob, permite ainda alternarmos entre três modos de utilização: Microphone Gain, o volume do microfone; Headphone Volume, através da entrada jack podem ligar diretamente os vossos auscultadores; e Monitor Mix, onde será possível controlar a mistura entre o som do PC e o volume do microfone.

As qualidades premium do PD400X fazem-se sentir especialmente através do seu painel tátil, que fica por cima do controlador de volume. Este painel, que é muito sensível, dá-nos a possibilidade de ativar rapidamente a opção Mute sem necessitarmos de um auxiliar exterior. Pela nossa experiência, pudemos comprovar que o painel é mesmo muito responsivo e basta um toque leve para ativarmos facilmente o Mute. Isto pode ser também um problema e fica o aviso de que poderão ativar esta opção sem querer se não estiverem atentos ao seu aviso visual (de cor vermelha) ou ao corte de som no vosso programa de gravação. Fora a opção de Mute, encontramos na parte traseira do microfone um botão que nos permite alternar entre quatro perfis diferentes de equalização: Flat, High-pass Filter, Presence Boot e HPF e Presence Boost. No fundo, é um microfone que procura dar ao utilizador o maior número de opções físicas.

No que toca às suas especificidades, o modelo PD400X é um microfone dinâmico com um padrão cardioide, o que significa que capta maioritariamente o som frontal. Este padrão é perfeito para a gravação de voz porque prioriza apenas o que está à sua frente, em detrimento de ruídos de fundo. O que estiver fora do seu padrão, que é representado por um design quase em formato de um coração recheado, é minimizado – ainda que nunca reduzido a zero. Sem suporte adicional, seja através de filtros ou de programas digitais, o microfone acaba sempre por captar alguns sons invasivos, mas, através dos nossos testes, conseguimos comprovar que existe uma redução de volume e captação à medida que nos distanciamos do microfone, com a frequência a manter-se estável. É um microfone que será ainda mais preciso e funcional se quiserem aproveitar as suas funcionalidades e vantagens em todo o seu esplendor.

De facto, a qualidade de som é muito sólida assim que ligamos o PD400X. A voz tem sempre alguma textura e nunca é banal ou afetada por artefactos que prejudicam a compreensão do que está a ser gravado. É um microfone que funciona muito bem em níveis RMS mais baixos, sem o suporte de frequências mais graves, tal como em níveis superiores, com a clareza da gravação a não criar picos no volume que se tornam chatos e invasivos. Claro que não podemos esperar a qualidade de um microfone caríssimo e repleto de opções adicionais, mas o PD400X é o tipo de modelo que se torna versátil dentro da sua simplicidade, ao ponto de descobrirmos novas vantagens à medida que o utilizamos e nos familiarizamos com as suas particularidades.

No entanto, aconselhamos vivamente que não se fiquem pela experiência vanilla, pois as qualidades de PD400X devem ser exponenciadas. Não só sugerimos a utilização de programas de tratamento de som e a aplicação de efeitos que se coadunam com o que procuram, como o fantástico NVIDIA Broadcast – capaz de eliminar qualquer ruído de fundo -, como consideramos o programa de equalização oficial da Maono obrigatório. O programa, intitulado Maono Link, é a forma mais rápida de personalizar a vossa experiência com o microfone PD400X. No programa – compatível com PC, Mac e Android -, encontram dois modos de utilização, Standard e Advanced, onde têm a possibilidade de controlar o volume do auscultador, tratar da mistura e até escolher o tom e a distância do microfone. Estas últimas opções apresentam predefinições que afetam realisticamente a qualidade da gravação e procuram dar o melhor para qualquer situação. A distância acaba por ser a opção mais curiosa, no sentido em que equaliza a qualidade de som de acordo com a sua posição em relação ao microfone.

Se procuram maior controlo sobre a vossa experiência em gravação, é impossível não visitarem a janela Advanced, onde encontrarão opções de filtro e a possibilidade de mexerem nos níveis de ganho, limites e compressores do microfone. No fundo, o que queremos sublinhar é o facto de PD400X não ser um microfone pensado para uma única experiência de som, mas sim para uma maior personalização, conseguindo ser eficaz para todos os tipos de utilizador. É necessário referir a versatilidade deste modelo, que pode ser utilizado para podcast e música, como já havíamos mencionado, mas também em videojogos, streaming, Windows, macOS, iOS e Android. Como se trata de um microfone Plug N Play, não necessitam da instalação de drivers ou de sound cards/boards, a não ser que queiram utilizar a conexão XLR para uma qualidade de som ainda superior – cuja ligação está incluída no pacote da Maono, tal como um cabo USB-C e ainda um pop filter.

Com uma qualidade de gravação natural, cristalina e com textura, o Maono PD400X é uma boa opção para quem está a começar a sua aventura no mundo dos podcasts, mas também para aqueles que procuram um microfone pensado para uma panóplia de situações distintas. Pode não ser o melhor microfone que já analisámos, mas o modelo da Maono é muito sólido, compacto e de arrumação fácil, sendo ainda compatível com vários suportes diferentes.

Uma boa escolha que pode ser adquirida através do site oficial por 157,95€ e portes de envio gratuitos. Mas atenção: o produto vem da China, portanto preparem-se para custos alfandegários.

Recomendado

Este dispositivo foi cedido para análise pela Maono.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Relacionados

- Publicidade -

Mais recentes