Análise – Jabra Evolve2 30

Forma e função num par de auscultadores destinado a quem passa muito tempo a trabalhar em frente ao PC.

- Publicidade -

Enquanto muitos regressam ao mundo do trabalho presencial, a era pandémica da qual ainda estamos a viver transformou o método de trabalho, com a modalidade de trabalhar por casa a revelar-se uma nova realidade. O que significa que são necessárias ferramentas para que tal possa acontecer.

A Jabra, tecnológica dinamarquesa dedicada a equipamentos áudio, lançou por isso este ano uma nova solução profissional para trabalho, que junta o útil ao agradável com a promessa de ser também um ótimo headset stereo para ouvir música, algo que encarece os Jabra Evolve2 30, na casa dos 100€.

Este é um equipamento muito diferente ao que estou habituado a usar, particularmente pelo alvo a quem se destina e por ser diferente ao segmento Hi-Fi ou para jogadores, que até agora me tem satisfeito no que toca a comunicações.

Forma e função entram em jogo com os Jabra Evolve2 30. São simples, leves e de corpo reduzido, apostando no máximo conforto para quem trabalha as 8 horas por dia em escritório ou em sua casa. Em parte, este par de auscultadores remete-me aos anos 80 e 90, aos auscultadores estéreo dos walkmans, com uma banda fina e dois auscultadores de encosto na orelha, com a grande diferença de destaque no seu braço com o microfone.

Desenhado com materiais de construção leves, os Jabra Evolve2 30 são uma autêntica pena e, em termos de conforto, temos apenas uma suave pressão aplicada nas duas almofadas dos auscultadores, que rodam em 180 graus para um ajuste melhorado a qualquer tipo de cabeça.

O braço do microfone, também ele rotativo, pode ser arrumado ou puxado e ajustado para a frente sem qualquer problema, dependendo do tipo de utilização que lhe queremos dar.

Esta solução da Jabra tira partido de ligação USB-A, definindo-se assim como um par dedicado ao PC, sem ligações Bluetooth ou áudio 3.5mm que poderiam aumentar a versatilidade do headset.

Em termos de interface, contamos no lado direito com um botão de silêncio do microfone, dois de controlo de volume, um de pausa e um atalho especial para atender e desligar chamadas, servindo também abrir notificações do Microsoft Teams.

Em utilização, o Jabra Evolve2 30 é extremamente confortável, pelas razões apresentadas em cima, mas também porque a qualidade de som que debita está bem à altura de outros headset dentro do seu preço. Apesar de estarmos perante dois auscultadores de 28mm, temos uma experiência sonora bem agradável, equilibrada e com um excelente alcance. Talvez o mais impressionante para este formato seja o nível de baixos, relativamente encorpados e bem definidos. E mesmo em volumes mais elevados, o Jabra Evolve2 30 comporta-se extremamente bem, sem apresentar distorções ou ruídos.

O isolamento do som é aceitável. Afinal de contas, os auscultadores estão apenas encostados aos nossos ouvidos, e por isso, em situações de volume elevado, quem estiver em nosso redor poderá ouvir os nossos conteúdos, particularmente música.

A qualidade de som dos Jabra Evolve2 30 muda quando queremos usar o microfone, como se um filtro agressivo de destaque de frequências vocais fosse aplicado. Algo que é extremamente notório se estivermos a ouvir conteúdos multimédia enquanto comunicamos ou gravamos algo.

No que toca à qualidade de captação, estamos perante um resultado satisfatório. Os Jabra Evolve2 30 não representam algo que possa ser útil para podcasting ou até streaming, mas, para a sua função de comunicação em chamadas, faz um ótimo serviço e um bom trabalho na eliminação de ruídos externos.

Na soma das suas partes, o Jabra Evolve2 30 revela-se um ótimo equipamento para um propósito muito específico: trabalho. Mesmo com um desempenho fantástico no que toca a conteúdos multimédia, os Jabra Evolve2 30 estão desenhados para o ambiente de trabalho, para serem usados horas a fio e não ao fim do dia para relaxar ou em frente ao PC no lazer.

Por pouco mais de 100€ são muitas as soluções áudio ao nosso dispor no mercado, mas se é conforto máximo e ótima qualidade para ouvir música e podcasts ao longo do dia que procuram, então poderá ser algo a ponderar.

Podem encontrar os Jabra Evolve2 30 na sua página oficial e em várias superfícies comerciais nacionais, com os valores a variarem consoante a opção escolhida.

Este dispositivo foi cedido para análise pela Jabra.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

Análise – Sony Pulse 3D Midnight Black

Fez no passado mês de novembro um ano desde que a PlayStation 5 chegou ao mercado. Com ela vieram também os primeiros acessórios, entre eles os Sony Pulse 3D, que recentemente tiveram um “relançamento” numa nova cor.

Análise – HyperX Cloud Flight Wireless

Se estão à procura de um par de auscultadores para usar na vossa recente PlayStation, a PlayStation 5, a HyperX tem uma solução muito interessante, com os HyperX Cloud Flight Wireless.

Xbox celebra o 20º aniversário com novos equipamentos temáticos

Conheçam os periféricos de Edição Especial do 20º aniversário da Xbox.

As novas barras de som da Trust apostam no gaming e no RGB

As novidades da Trust são tão coloridas como sonoras. Neste caso, temos duas novas barras de som para juntar ao setup dos jogadores.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Não haverá festas de passagem de ano no Algarve

E foram também canceladas várias iniciativas que integravam a programação de Natal.

Análise – Sony Pulse 3D Midnight Black

Fez no passado mês de novembro um ano desde que a PlayStation 5 chegou ao mercado. Com ela vieram também os primeiros acessórios, entre eles os Sony Pulse 3D, que recentemente tiveram um “relançamento” numa nova cor.