Análise – Plantronics RIG 800HS

Ótima relação custo benefício numa solução sonora perfeita para quem passa horas a jogar.

Plantronics RIG 800HS
- Publicidade -

Para ser franco, enquanto jogador de videojogos, jogo maioritariamente offline (sozinho ou com amigos) e apenas em consolas. Posto isto, nunca tive grande interesse em apostar em Headsets… Pelo menos assim foi até ao início da pandemia, em que caí de para-quedas num grupo de WhatsApp de FIFA 20 (modo Pro) e num de Call of Duty: Modern Warfare.

Para desenrascar, comprei a coisa mais barata que encontrei (até porque não era altura de grandes gastos), cuja qualidade refletia o preço reduzido de forma gritante. Como tal, devido um pouco à parca experiência, continuei a dar pouco valor a uns bons Headsets. Pelo menos até ter recebido os 800HS (Bluetooth) e os 400HS (cabo aux), da Plantronics.

Sendo que o objetivo passava só por fazer análise aos 800HS, pouco uso dei à gama inferior, mas, ainda assim, deu para encontrar algumas semelhanças entre os dois a nível estrutural. São ambos maioritariamente em plástico e, ainda que sejam dotados de bastante flexibilidade, inspiram pouca confiança devido à estrutura em si. A coisa torna-se particularmente alarmante quando se chega à conclusão que o ajuste das conchas na bandolete (com três opções) é feito por encaixe de pressão entre plásticos, quando deveria ser de ajuste regulável sem fricção desnecessária.

É caso para dizer que é bom poder fazer este ajuste na medida em que, estando na opção que queremos, nunca mais se desregula. No entanto, é fundamental perceberem logo qual é a opção ideal para vocês, de modo a evitarem andar a folgar o plástico ou pior, partir. Na minha modesta opinião, esta é a grande debilidade desta linha de Headsets.

As maiores diferenças entre eles prendem-se com o tamanho das conchas, que no HS800 assentam melhor nas orelhas e, nesse mesmo modelo, a bandolete tem um fita flexível extra que garante um melhor ajusta na cabeça, sem exercer tanta pressão pela ausência de rigidez.

Focando-me no modelo 800HS, a estrutura em plástico, apesar de gerar alguma desconfiança no que toca a resistência dos materiais na zona de encaixe das conchas, é, como já referi anteriormente, bastante flexível, não exercendo qualquer pressão “alicate” na cabeça.

Plantronics RIG 800HS

As almofadas são memory foam de ótima qualidade e o revestimento é em tecido. Embora este tipo de revestimento não seja muito mais fresco que o de pele sintética, leva mais tempo até causar desconforto, o que é um grande ponto positivo. Considero apenas que as conchas podiam ter mais profundidade, pois torna-se difícil jogar com a cabeça apoiada sem conseguir evitar roçar com a orelha no plástico do altifalante.

Ressalvo ainda o funcionamento do microfone, que é extremamente bem pensado, intuitivo e funcional. Quando está para cima, está desligado e ninguém nos consegue ouvir, e, para falar, basta puxá-lo para baixo e está ligado. É ainda possível ajustar lateralmente.

A instalação do equipamento é muito fácil e breve, dado que o Headset tem instruções claras e o setup é muito simples. Basta conectar o dispositivo via USB à consola (ou PC), ligá-lo e ligar o Headset. Na PS4 original, é necessário ligar um cabo ótico extra na traseira da consola para funcionar, mas nada de complicado. O único reparo que tenho a fazer relativamente a isto é estético e prende-se com o dispositivo que se conecta à consola. Este, para o conteúdo interno e peso, podia se bem mais pequeno e discreto, pois não fica muito bem esteticamente pendurado na porta USB.

O 800HS oferece, assim, a possibilidade de jogar sem fios ligados ao comando, quando conectados por Bluetooth (se bem que trazem cabo aux). Têm até 24 horas de autonomia, sendo que carregá-los completamente leva três horas via entrada USB type-C. Têm também a funcionalidade de carga rápida, que, com apenas 30 minutos de carga, dá para uma hora e meia de uso.

Graças à autonomia farta, este headset torna-se a opção ideal para quem joga muitas horas seguidas, pois despenaliza a preocupação em carregá-los durante o período de jogo. Pessoalmente, após ter feito um carregamento completo, foi possível fazer sete sessões com três horas de jogo (em média) e, apesar de no início da penúltima sessão, ao ligar, ter dado sinal de bateria baixa, ainda deu para mais de seis horas, por isso bate certo. Desta forma, se receberem o sinal de bateria baixa após uma sessão, e os deixarem a carregar durante a noite ou durante algumas horas que sabem que vão estar offline, muito dificilmente irão ficar desiludidos com este equipamento.

No que toca à qualidade de som, considero-a muito boa, graças aos altifalantes de 40mm com um bass surpreendente, potenciado pelos ressonadores passivos para baixas frequências. Aliado a isto está o Noite Cancelling que, apesar de não ser dos melhores durante um jogo, muito dificilmente fará com que se distraiam com sons do ambiente circundante.

A transmissão sonora é perfeita, crystal clear e sem atrasos, sendo que podemos afastar-nos do emissor de Bluetooth até 10 metros sem ficarmos offline. É bom caso precisem de fazer algo mais longe da consola. Em conjunto, estes três fatores dão origem a uma experiência fiel, imersiva e completa, seja a jogar online num jogo de guerra ou offline num jogo de desporto. Enquanto estiverem com o headset na cabeça, é difícil serem distraídos.

É possível controlar quase tudo a partir do headset, graças aos controlos analógicos incorporados na concha esquerda. Esses controlos permitem regular o volume, ajustar o balanço de volume entre o som do jogo e do chat de equipa e, para além disso, são dotados de equalizador, que permite personalizarem ainda mais a vossa experiência.

Compilando esta análise numa nota final, diria que o 800HS é um ótimo investimento a nível de custo-benefício para os gamers mais ativos. Este modelo é leve, confortável, tem grande autonomia, comandos úteis e bem posicionados, ótima qualidade de som e setup simples e rápido. No meu caso em particular, vou esperar pela chegada da PS5 antes de investir num bom Headset, mas, com estes (800HS e 400HS), a Plantronics ganhou pontos e captou a minha atenção.

Nota: Muito Bom

Este equipamento foi cedido para análise pela Upload Distribution.

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Sigam-nos

12,398FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
653SeguidoresSeguir

Relacionados

Análise – Jabra Elite Active 75t

A Jabra apresenta a sua nova gama para os fãs de desporto, agora com uma nova atualização disponível.

Análise – Valco Wireless ANC Headphones

A Valco é uma startup finlandesa que se estreou na área do auscultadores com a promessa de qualidade em troca de um preço acessível.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Horizon Zero Dawn junta-se ao PS Now

Há meia dúzia de novos jogos no serviço de streaming da PlayStation.

Control chega ao Xbox Game Pass juntamente com mais de uma dezena de jogos

Dezembro leva até à subscrição mais de uma de jogos para PC, consolas e smartphones.