Gravastar Venus – Tão adorável como poderosa

- Publicidade - trk
- Publicidade -

O mundo das colunas de guerra robô da Gravastar também é feito de adoráveis companheiros para a nossa secretária.

Depois das incríveis impressões com que fiquei da peculiar coluna Gravastar Mars Pro, a marca voltou a desafiar as minhas expectativas, mas desta vez num formato mais pequeno, com a adorável Gravastar Venus, mais uma coluna Bluetooth da marca dedicada às “cool speakers”.

Mais uma vez, estamos perante uma proposta que se distancia imenso da ideia do Style over Substance, uma vez que estilo e substância voltam a dar as mãos num produto visualmente tão interessante como incrível de se ouvir.

A experiência Gravastar começa, obviamente, com o seu unboxing, no qual a marca faz questão de dar aquele toque extra, que deixa logo uma excelente impressão. A caixa, decorada com imagens da coluna em ambiente sci-fi, conta com uma pequena abertura magnética que revela um pequeno painel desenhado e a coluna bem-acondicionada numa base felpuda. No fundo, a caixa volta a ser mais um colecionável para ostentar na prateleira e um excelente local para colocar a coluna quando não a queremos usar.

Quase que cabe na palma da nossa mão. Com, sensivelmente, as dimensões de uma bola de baseball, a adorável Venus segue a linguagem visual da Mars Pro, com um design inspirado em robôs futuristas. Aqui, no seu modelo Shadow Black, em vez de uma “máquina de guerra” temos um pequeno bot mais preparado para nos fazer companhia, o que é excelente já que a Venus prima do seu lado ornamental, perfeito para colocar numa secretária e servir de alternativa para nos dar música (e podcasts) ao longo do dia.

Com os seus adornos e elementos decorativos de estética sci-fi, a Venus destaca-se pelos três pezinhos de suporte e pelos seus controlos superiores que, numa primeira experiência, admito que foram confusos, com a sua iconografia pouco clara de On/Off e dos dois botões de volume no topo, que servem também para alternar a iluminação RGB que decora o anel frontal da coluna com sete cores distintas.

Apesar das suas dimensões e do fator portabilidade, o seu peso e robustez denunciam dois aspetos: o decorativo e estático, como já apontei, e a excelente construção do equipamento, que evoca a promessa de um desempenho surpreendentemente bom.

Não deixem que as suas dimensões desiludam. Se a mars Pro já impressionava com as suas dimensões superiores, a Venus é um milagre do tamanho de uma Pokébola. Com ligação Bluetooth 5.0, é extremamente simples de emparelhar com qualquer equipamento compatível e pode ser utilizada com outra coluna Venus para oferecer uma experiência Stereo. Infelizmente, não é possível ligá-la junto com uma Mars Pro. Algo que faz sentido visto que são experiências bastante distintas.

Com o seu driver de 1.75 polegadas com apenas 10W, o som debitado pela Venus é extremamente violento e visceral, mas igualmente claro e definido. Sendo uma coluna “mono”, a melhor experiência é conseguida com o seu posicionamento mesmo à nossa frente, dando-nos alguma envolvência acústica ao mesmo tempo que nos permite sentir os seus baixos suaves, sendo esta a diferença mais significativa face à Mars Pro em volumes mais baixos.

Incrível é também o alcance sonoro da Venus, capaz de abafar qualquer conversa ou atividade dentro de uma divisão, tornando-se também uma pequena arma secreta para uma festa ou jantar, ou um excelente companheiro para ouvir música e podcasts ao longo do dia.

Demora cerca de duas horas a carregar a bateria e conta com autonomia até sensivelmente 10 horas, se for usada de forma realista com volume controlado. A experiência da Venus peca apenas pela sua “interface”, dos botões pouco claros e de atalhos que requerem a leitura atenta do manual, e da posição da sua porta USB para a carregar, no inferior. Felizmente, o cabo que acompanha a coluna tem uma ficha de 90 graus, o que permite o carregamento e utilização em simultâneo.

Mais uma vez voltamos à mistura de estilo e função, com um equipamento cujo desempenho e apresentação gritam caro e peculiar, mas que é, no fundo, bem mais acessível do que parece, surgindo à venda por menos de 100€. Uma excelente aposta para quem está a criar um espaço para trabalhar e lazer, ou até para prenda para aquele amigo mais “geek”.

Recomendado

Este dispositivo foi cedido para análise pela Gravastar.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

- Publicidade -

Relacionados

- Publicidade -
- Publicidade - trk
- Publicidade -

Mais Recentes

Já podem ter uma party night no Mex Factory

O que significa já podem jantar naquele espaço inserido no icónico LX Factory.

Faro e Oeiras avançam com primeiros contratos PRR para 163 casas

Em Faro, o investimento estimado é de 8,2 milhões de euros, ao passo que, em Oeiras, o investimento é de 19,4 milhões de euros.