Gravastar Mars Pro – Uma coluna de outro mundo

- Publicidade - trk
- Publicidade -

Podia ser mais estilo do que substância, mas a Gravastar apresenta aqui algo excecionalmente único.

Não vos vou mentir. Quando me propuseram experimentar as colunas da Gravastar, ao navegar na sua página e olhando para o seu catálogo, torci o nariz. Não duvidava da sua potencial qualidade no que toca ao som, mas o seu design não fazia, de todo, o meu estilo. Escusado será dizer que, ao vivo, tudo mudou.

Colunas de som vêm em todo o tipo de formas. Pequenas, grandes, cilíndricas, retangulares, primas, etc. Se existe uma forma, é possível fazer uma coluna de som com ela, e a Gravastar pega um pouco nessa ideia.

Fundada em 2019, a marca surgiu com o objetivo de criar produtos diferentes e futuristas do ponto de vista estético, inspirado em estéticas industriais, cyberpunk e robóticas, misturando uma série de registos artísticos que só concept artists são capazes de traduzir para os seus trabalhos.

Olhando para o portfólio da marca encontramos exatamente isso: duas colunas Mars Pro, a pequena Venus e os dois earbuds, os Sirius Pro TWS e os Sirius TWS.

A marca enviou-nos gentilmente as Mars Pro e o que posso dizer é que fiquei impressionado. Com uma coleção de sete estilos diferentes, a recebida foi a Mars Pro – War Damaged Yellow que, como o nome propõe, é amarela e tem um aspeto usado.

Com uma estética reminiscente do Bumblebee dos Transformers, esta coluna é uma esfera com pernas, também ela a simular o aspeto de um pequeno e adorável robô que já viu melhores dias. É, no fundo, um colecionável, uma estátua interativa que ao vivo impressiona não só pelo incrível nível de detalhe, como pelos materiais de construção.

É pintado e detalhado à mão, e isso nota-se. Tudo o que é “dano”, risco ou ferrugem parece autêntico, assim como a ilusão das partes que compõem o pequeno bot, mas que fazem parte da mesma estrutura. Os pés de apoio abrem e fecham, mas as suas pernas, que poderiam ser articuladas, são fixas, um pequeno trade-off para duas posições bem estáveis e seguras.

Do amarelo queimado e danificado sobressaem os restantes acentos em metal escuro que dão contorno à drive da coluna frontal, ao subwoofer traseiro com o símbolo da marca e aos vários controlos organicamente embutidos no pequeno bot, como o de emparelhamento, ligar/desligar e o da iluminação, para dar vida à coluna com as suas seis cores.

Talvez o aspeto interativo mais interessante seja mesmo a placa de toque capacitivo, onde temos acesso ao volume, que pode ser nivelado com uma simples festinha no pequeno bot.

Se contra todas as probabilidades este Gravastar Mars Pro foi amor à primeira vista, o mesmo se pode dizer do áudio debitado por ele. Apesar de pequeno – sensivelmente do tamanho de uma bola -, a Gravastar Mars Pro tem um enorme pulmão e canta bem alto.

É uma das colunas com maior projeção sonora dentro das suas dimensões que já tive o prazer de ouvir. Mas mais importante que o seu alcance, temos também uma excelente resolução sonora, com um alcance incrível, com sons claros e ricos. E claro, temos também um absurdo baixo, que enriquece as músicas com uma clareza e força fantásticas.

Para um equipamento do género, claro que tive que usar músicas que fizessem justiça à sua estética, como a as bandas sonoras de Doom (2016) e Doom Eternal, que rugem com uma força e violência deliciosas. O mesmo se aplica a outras músicas metal, eletrónica e particularmente hip-hop, com uma tendência mais eletrotécnica nos seus beats.

https://twitter.com/xam3lpt/status/1483194533429063684

No geral, o som da Gravastar Mars Pro faz-se sentir caro e preciso, algo que não é propriamente possível em colunas Bluetooth mais convencionais, e conta, obviamente, com a capacidade de ligação a uma segunda coluna do género para um pequeno sistema estéreo, com o seu party mode.

O Gravastar Mars Pro é, assim, uma excelente mistura de forma e função, onde a sua forma peculiar e agressiva acaba por ser estranhamente apaixonante, e o seu som incrível. É também uma declaração, uma afirmação pessoal pelo gosto de um estilo, dado o seu lado selecionável e de peça decorativa num escritório ou zona de gaming, cada vez mais popular entre as camadas mais jovens e produtores de conteúdo.

As colunas Gravastar Pro Mars estão à venda na loja oficial da marca, em sete modelos com aspetos bem distintos.

Este dispositivo foi cedido para análise pela Gravastar.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

- Publicidade -

Relacionados

Microfone Fifine K658 – O go-to se queres começar no mundo do streaming ou podcasts

É o microfone que precisas para fazer o teu podcast andar para a frente, até porque de lado não capta bem o áudio.

Análise – Valco NL21 TWS

O foco continua a ser o som e aí não há muito a apontar. Contudo, não é o produto com o mesmo grau de exigência e cuidado que os seus predecessores.

GravaStar Sirius Pro – Ótimo som com caixa multiusos

Para além de uma boa experiência, os GravaStar Sirius Pro são também uma afirmação.

Análise – Sony Pulse 3D Midnight Black

Fez no passado mês de novembro um ano desde que a PlayStation 5 chegou ao mercado. Com ela vieram também os primeiros acessórios, entre eles os Sony Pulse 3D, que recentemente tiveram um “relançamento” numa nova cor.
- Publicidade -
- Publicidade - trk
- Publicidade -

Mais Recentes

Já podem ter uma party night no Mex Factory

O que significa já podem jantar naquele espaço inserido no icónico LX Factory.

Faro e Oeiras avançam com primeiros contratos PRR para 163 casas

Em Faro, o investimento estimado é de 8,2 milhões de euros, ao passo que, em Oeiras, o investimento é de 19,4 milhões de euros.