GravaStar Sirius Pro – Ótimo som com caixa multiusos

- Publicidade - trk
- Publicidade -

Para além de uma boa experiência, os GravaStar Sirius Pro são também uma afirmação.

Estilo e função são dois elementos que qualquer produto quer equilibrar ao máximo de forma a oferecer algo funcionalmente bom e que tenha um certo brio. E ainda que os auscultadores GravaStar Sirius Pro se tornem facilmente tema de conversa quando apresentados, escondem muitas coisas boas.

Já aqui falámos de uma incrível coluna bluetooth da GravaStar, a Mars Pro, com o seu design futurista e qualidades de estátua de coleção. Agora, os nossos ouvidos dão atenção à solução móvel, os auscultadores sem fios, os GravaStar Sirius Pro, que seguem a mesma filosofia de design, logo a partir do seu unboxing.

A própria caixa dos GravaStar Sirius Pro é um colecionável, como se abríssemos um artefacto futurista, ou algo sagrado de uma civilização espacial. Guarda a caixa de carregamento, os auscultadores e uma caixa, o manual, três pares de borrachas alternativas, cabo de carregamento e uma corrente de transporte.

O gadget em si é igualmente marcante. O modelo que recebemos foi o Space Gray, uma de quatro opções disponíveis, com um aspeto industrial e futurista, cheio de detalhes, rebites e ângulos, tudo num sólido corpo de liga de zinco que lhe confere peso e uma incrível solidez.

Apesar do seu design peculiar, com um enorme buraco (bem prático) no meio, evoca uma enorme sensação premium. Os detalhes de destaque vão para a marca gravada na parte inferior e um símbolo P9, que certamente quererá contar uma história, ou fazer referência a um universo criado pela GravaStar, mas que não é para já claro, ou importante.

Importante será o tal buraco no meio desta caixa que esconde uma utilidade pratica fantástica – é um abre caricas. Trata-se de algo bem prático para os adeptos de cerveja, que podem usar este pequeno gadget para abrir as suas garrafas.

Se isso não é uma afirmação de estilo suficiente, temos ainda um pequeno LED inferior com seis cores para personalizar e a tal corrente de alta qualidade para usarmos a caixa como um pendente. Pequenos toques que fazem a diferença nesta experiência da GravaStar.

A nível de características, temos aqui uma caixa de carregamento via USB-C com bateria de 400mAh, que permite três carregamentos totais, com uma autonomia total de aproximadamente 16 horas ou 4 horas de utilização contínua. É, provavelmente, o aspeto menos positivo deste pacote, que se fez sentir na prática ao só conseguir usar os GravaStar Sirius Pro durante meio dia de trabalho. E como o carregamento dos próprios auscultadores ainda demora cerca de 2 horas até os 100%, acaba por ser um equipamento de utilização muito específica.

A magia está nos próprios earbuds com um design mais tradicional, com pontas de borracha amovíveis que se encaixam na perfeição nos nossos ouvidos com um tremendo conforto. Com ligação Bluetooth 5.2, modo de baixa latência, drivers dinâmicos de 7.2mm, Cancelamento de Ruído Ambiental, modo de música e modo de filme, podemos dizer que temos um par de auscultadores bem completo e sólido, algo que se comprova com a sua utilização.

Simples de emparelhar, bastando tirar da caixa para ficarem logo em modo de sincronização – caso não tenham logo um equipamento sincronizado na sua área de alcance -, os GravaStar Sirius Pro, tal como outros equipamentos do género, requerem uma curva de aprendizagem com os seus controlos, disponíveis no manual. Ambos os lados contam com vários controlos, existindo tanto funções iguais, como diferentes.

Em cada lado podemos pausar e por em play (algo que acontece automaticamente quando colocamos ou retiramos os auscultadores dos ouvidos), mas, por exemplo, enquanto que, do lado esquerdo, com dois cliques andamos para trás uma música, do lado direito essa mesma ação faz-nos avançar para a música seguinte. Ou então, com três cliques podemos mudar os modos áudio, música e filme do lado esquerdo; e música e jogo, de baixa latência, no lado direito. Parece complicado na teórica, mas resulta numa experiência rapidamente bem intuitiva.

A qualidade de som é extremamente sólida e satisfatória. Por defeito temos o modo música, bem equilibrado e com um bom alcance, dando um baixo confortável e sempre presente até nos volumes mais baixos, algo que se perde facilmente noutros equipamentos do género. O volume dos earbuds pode ir bastante alto e pode facilmente ficar distorcido, mas estamos a falar em níveis que são completamente impráticos ou até perigosos de se usar. A experiência muda de modo para modo, com os earbuds a apostarem mais nos fortes baixos em Movie Mode e o mesmo a acontece em Gaming Mode, sendo a grande diferença a baixa latência de 65ms, acabando por ser ideal para consumo multimédia, até em filmes.

No geral, temos um som bastante confortável e ajustável com os seus modos predefinidos ou com recurso a equalizadores. Tal como a coluna Gravastar Mars Pro, os GravaStar Sirius Pro destacam-se melhor com música, em particular rock pesado, eletrónica e hip-hop, que apostem mais nos baixos.

Por 129,5 dólares, sensivelmente 113,46€, os GravaStar Sirius Pro são uma sólida aposta simplesmente pelas suas capacidades sonoras, mas que se torna um gadget extremamente interessante, seja para uso próprio ou como prenda, pela sua apresentação tão especial e pelas surpresas que guarda.

Recomendado

Este dispositivo foi cedido para análise pela Gravastar.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

- Publicidade -

Relacionados

Gravastar Mars Pro – Uma coluna de outro mundo

Podia ser mais estilo do que substância, mas a Gravastar apresenta aqui algo excecionalmente único.

Análise – Razer Barracuda X

Os novos auscultadores sem fios da Razer para jogadores são excelentes e o seu preço acessível é apenas uma das cerejas no topo do bolo.

Urbanista lança novos auriculares inspirados em Seul e Lisboa

Dois novos pares de auscultadores sem fios para levar para todo o lado.
- Publicidade -
- Publicidade - trk
- Publicidade -

Mais Recentes

Nova Grande Rota em Portugal apresenta percurso circular com 280 quilómetros

Ou seja, é perfeita para os adeptos de caminhadas e BTT.

Análise – Nebula Solar Portable

Um projetor que pode ser adquirido por menos de 500€. Não pensem duas vezes.

Aeroporto do Porto distinguido como Best European Airport 2022

Aposta no desenvolvimento de rotas permitiu atingir em 2022 valores de conectividade próximos de 2019.