Amazon. Nunca comprem nada diretamente a vendedores externos

Se o fizerem, poderão ser alvo de burla, uma vez que deixam de estar protegidos pelas garantias da própria Amazon.

- Publicidade -

Se nos acompanham, decerto terão reparado na quantidade de vezes que já escrevemos sobre vários tipos de burlas. Desde esquemas de phishing, a métodos de enganar utilizadores através de plataformas de compra e venda de produtos em segunda mão, os burlões têm vindo a ser cada vez mais criativos nas suas abordagens. Ainda assim, é relativamente fácil não ser enganado, basta que se tenha em atenção vários detalhes.

Neste novo artigo, alertamo-vos para uma situação que, apesar de não ser nova, ocorre com bastante frequência naquela que é uma das mais conhecidas e mais utilizadas plataformas de ecommerce do mundo: a Amazon.

Quem tem por hábito fazer compras na conhecida plataforma, sabe que, além da própria Amazon, o marketplace é constituído por milhares de vendedores externos que encontram ali uma forma de chegar a potenciais milhões de clientes. Porém, e embora acreditemos que grande parte dos vendedores são, de facto, pessoas de bem, há quem aproveite a exposição que a Amazon dá para tentar burlar alguns utilizadores.

Tomemos este exemplo do youtuber UNDRE, que já fez vários vídeos a alertar para diversas burlas relacionadas com o OLX, que a empresa tenta combater a todo o custo. O youtuber andava à procura de uma TV e usou o conhecido site Keepa, que permite fazer tracking a um produto à escolha, dizendo as oscilações de preço do mesmo, de modo a que possamos perceber se estamos a fazer uma boa ou má compra. O mesmo site permite ainda que se crie um alerta para sermos notificados assim que o preço desce. E foi isso que UNDRE fez.

Ao ser notificado de uma descida de preço repentina, o youtuber estranhou o valor demasiado baixo de uma smart TV, até que depois reparou que era vendida por um vendedor externo, ou seja, não era um produto vendido pela própria Amazon. Após ter contactado o suporte da Amazon, um dos funcionários disse que, mesmo não sendo um produto vendido pela gigante online, o comprador encontra-se abrangido pela garantia A-Z, que é uma forma de garantir a segurança das compras realizadas no site.

Mais descansado, mas ainda antes de proceder ao negócio, UNDRE fez umas pesquisas e descobriu que algumas pessoas tinham sido burladas por este suposto vendedor. Ainda assim, o youtuber fez na mesma a compra para perceber como a burla se processava. E é muito simples, sendo que o método pode ir variando.

Primeiro que tudo, convém dizer que o dinheiro fica cativo, isto é, a Amazon efetivamente somente vos cobra o montante em questão após o item em si ser enviado. Mas aqui o produto nem chega a ser enviado, uma vez que o vendedor envia um pedido de cancelamento de compra, alegando que não tem stock. A Amazon, claro, envia um email ao comprador para contar a situação, dizendo que o dinheiro cativo ficará em breve disponível na conta bancária. Tudo certo.

Mas a história não fica por aqui. Pouco depois, o vendedor irá enviar um email (muito parecido a um típico email da Amazon, dando assim mais credibilidade) a dizer que se enganou a processar a compra, referindo que, afinal, tem o produto em stock e que até oferece os portes de envio. Para isso, terão de fazer uma transferência bancária… e é aqui que a burla assenta.

Se repararem, qualquer compra efetuada na Amazon é feita entre nós, compradores, e entre a própria Amazon. Nunca existe qualquer transferência de dinheiro direta para outro vendedor, até porque não é suposto isso acontecer.

O facto de efetuarem uma transferência bancária para alguém, fora do sistema da Amazon, é o mesmo que darem dinheiro a um desconhecido qualquer, não existindo garantias de nada. E como este é um processo feito sem o conhecimento da gigante do e-commerce, não nos poderá auxiliar caso efetivamente sejamos alvo de burla.

Fica assim o aviso para nunca fazerem este tipo de negócios sem ser diretamente através do site da Amazon. É certo que podem existir vendedores confiáveis e que queiram, por exemplo, fugir às comissões cobradas pela tecnológica, mas mais vale jogar pelo seguro e assegurarem-se que não cometem nenhum erro.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

As formas com que os burlões enganam clientes na Booking

O objetivo final é roubar o dinheiro dos utilizadores. Explicamos esta burla ao pormenor.

Eddie Murphy vai protagonizar, pelo menos, mais três filmes para a Amazon

Resta-nos aguardar pelas respetivas datas de lançamento.

Já podem pedir a recolha de um produto em casa para devolver à Amazon

Mas calma: só funciona para encomendas que tenham sido feitas na Amazon.es.

Amazon anuncia novo Fire TV Stick 4K Max. E já podem fazer a pré-reserva

Mas terão de utilizar um serviço extra para que possam receber o equipamento em casa.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes