- Publicidade -

Já se pode aderir ao serviço Caixadirecta da CGD através do smartphone

-

- Publicidade -

Até agora, a adesão ao serviço de homebanking da CGD, Caixadirecta, só podia ser feita presencialmente numa agência. Mas isso finalmente mudou.

A partir de hoje, e muito em parte devido a esta problemática da COVID-19, os clientes que queiram pedir a adesão necessitam apenas de utilizar o smartphone para que possam, finalmente, ter acesso digital à sua conta através da app, e, a partir daí, verificar movimentos, efetuar transferências pagamentos ou até solicitar um cartão de débito.

Como é que esta adesão é feita? Basicamente, é necessário que os interessados façam uma validação biométrica com recurso a impressões digitais e que enviem uma foto do cartão de cidadão. É ainda preciso que gravem um “vídeo-selfie” com menos de três segundos.

Essencialmente, o sistema biométrico permite validar que se trata da pessoa em causa a realizar a adesão. Já o vídeo-selfie comprova que se trata de uma pessoa viva, em tempo real, a realizar essa mesma operação.

Existe é um condicionamento até que se peça a ativação do cartão Matriz. As movimentações, para fora das contas do cliente (ou seja, para outros bancos), estão limitadas a um máximo acumulado de 500€. Só após a a ativação do cartão Matriz, que terá de ser solicitada via app, é que esse limite é levantando. No entanto, as transações entre as contas do cliente na CGD não estão limitadas.

De momento, esta novidade da Caixadirecta está somente disponível para smartphones Android, embora esteja prometida uma atualização em breve que ative esta funcionalidade no iOS.

Fonte:CGD
- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Sigam-nos

10,245FãsGostar
4,046SeguidoresSeguir
508SeguidoresSeguir

Mais Recentes

Engenheiros e médicos portugueses desenvolveram um ventilador com um balão autoinsuflável

Chama-se PNEUMA e é um ventilador de pandemia com um balão autoinsuflável, de baixo custo e fácil montagem, desenvolvido para apoiar os hospitais portugueses no âmbito do novo coronavírus.

Projeto “Preenchido pela Paralisia” põe utentes com paralisia cerebral a declarar IRS dos portugueses

O projeto surge por parte da Associação de Paralisia Cerebral de Lisboa (APCL), que apela aos portugueses que aproveitem um direito por muitos ainda desconhecido: a consignação de 0,5% do IRS, através do projeto Preenchido Pela Paralisia.

Análise – Resident Evil 3 Remake

Resident Evil 3 Remake espelha o original de 1999 de forma refrescante e emocionante, num jogo mais coeso e orientado na ação que o seu antecessor, mas que serve também de um excelente complemento para assistir de perto à tragédia de Raccoon City.

Concurso Montepio Acredita Portugal 2020 com inscrições abertas até 25 de abril

Além disso, o concurso adotou um formato inicial digital, 100% online, pelo que, depois, o desenvolvimento de ideias submetidas irá decorrer até 17 de maio deste ano.

Makro Portugal abre as portas das suas lojas a todos os consumidores

A partir das 06h de hoje, 6 de abril, a Makro Cash & Carry Portugal S.A. abre as portas de todas as suas lojas a nível nacional de forma a garantir a continuidade da cadeia de distribuição de produtos a todos os consumidores.
- Publicidade -