Acabou a greve dos motoristas de matérias perigosas

Após quatro dias que deixaram o país à beira do colapso, foi hoje anunciado que a greve dos motoristas de matérias perigosas chegou ao fim. O Sindicato Nacional de Motoristas de Matérias Perigosas e o Governo chegaram finalmente a acordo. Mas não vale a pena correrem já para o posto de abastecimento, uma vez que a normalidade será reposta de “forma gradual”, disse Pedro Nuno Santos, ministro das Infraestruturas.

- Publicidade -

Ao que tudo indica, houve uma maratona de 10 horas entre o sindicato e o Governo ontem à noite, que terá terminado por volta das 3h. Houve depois um outro encontro, às 5h, de onde terá saído finalmente o acordo.

Agora resta esperar que tudo volte à normalidade, embora o processo possa demorar um pouco. Esta greve termina depois de terem sido decretados os serviços mínimos e de ter sido anunciada uma rede de 310 postos de abastecimento prioritário, onde cada veículo só pode abastecer até um máximo de 15 litros.

Recorde-se que a greve começou na passada segunda-feira, às 00h, por trabalhadores que reivindicavam melhores condições de trabalho.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

Preparem a carteira: Combustíveis voltam a aumentar de preço já amanhã

Começa a ser um mau hábito, mas os portugueses não conseguem fugir desta realidade.

Governo vai apresentar decreto-lei para controlar margens de comercialização dos combustíveis

Os combustíveis encontram-se em valores máximos de dois anos.

Motoristas de matérias perigosas desconvocam greve

Mas ainda existe uma ameaça de nova paralisação. Basta que as reivindicações do Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias...

Greve dos motoristas. Já há postos sem qualquer combustível

A não ser que, neste sábado, dia 10 de agosto, em plenário de trabalhadores, a ANTRAM apresente uma proposta...
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Interface de Transportes de Setúbal entra em funcionamento em novembro

Já a Alsa Todi irá substituir a TST - Transportes Sul do Tejo com novos autocarros em 2022.

Já repararam nos novos talões do Lidl? São mais ecológicos

Agora é esperar que a concorrência faça o mesmo.