21ª Festa do Cinema Francês começa já amanhã

A abertura do festival será marcada pela exibição de Miss, o mais recente filme de Ruben Alves.

21ª Festa do Cinema Francês
- Publicidade -

A ter lugar entre os dias 8 de outubro e 4 de novembro em cinco cidades (Almada, Coimbra, Lisboa, Oeiras e Porto), a 21.ª Festa do Cinema Francês apresenta um total de 54 filmes que propõem diferentes olhares sobre a contemporaneidade e a retrospetiva do cinema francófono.

A abertura do festival será marcada pela exibição de Miss, o mais recente filme de Ruben Alves, protagonizado pelo modelo e ator Alexandre Wetter. A fechar o festival, O Meu Primo Desajeitado, de Jan Kounen, que subirá ao palco do Cinema Trindade, no Porto, a dia 4 de Novembro.

A completar as sessões especiais para este ano, regresso a três filmes absolutamente singulares: Cão, de Samuel Benchetrit, uma fábula negra acerca da solidão que desenha uma crítica ao estado do mundo contemporâneo e às transformações sociais, interpessoais e políticas que o afetam; O Olhar de Charles, de Marc di Domenico, um registo dos momentos mais íntimos e reais da vida do seminal cantor francês; e Cuidar dos Vivos, de Katell Quillévéré, adaptação cinematográfica da obra homónima da francesa Maylis de Kerangal.

Numa edição que se adapta ao aos novos tempos, a Festa do Cinema Francês fará circular alguns dos filmes pela Filmin, permitindo que mais pessoas possam acompanhar a programação nos seus lares.

No campo das atividades paralelas, destaque para a o encontro com Nicole Fernández Ferrer, programadora, arquivista e investigadora e diretora do Centre Audiovisuel Simone de Beauvoir, que promoverá uma conversa em torno do trabalho de Delphine Seyrig, este ano homenageada na Festa. A conversa será realizada pelas 17h30 na Cinemateca Portuguesa, a dia 9 de outubro, contando com a moderação de Maria João Madeira.

Recorde-se que a Festa do Cinema Francês e a Cinemateca organizam este ano uma retrospetiva sobre a obra da atriz, realizadora e ativista Delphine Seyrig que reúne um conjunto de obras incontornáveis da sua carreira. Confirmada está também a presença de Sarah Teper, que apresentará um ciclo de oficinas que, partindo da sua experiência com diversos realizadores franceses, analisa as diferentes dimensões trabalho de casting.

Por Portugal passarão ainda Yann Arthus-Bertrand, co-realizador de Mulher; Martin Provost, realizador de Manual da Boa Esposa; e Jean-Paul Salomé, realizador de Agente Haxe.

A completar o quadro de atividades complementares, três conversas em torno de três filmes e dos universos que os mesmos alimentam.

Dia 13 de outubro, após a mostra de Mulher, de Anastasia Mikova e Yann Arthus Bertrand, o Cinema São Jorge promove uma mesa redonda dedicada a pensar e debater o lugar da mulher na sociedade contemporânea. A conversa contará com a presença de Yann Arthus-Bertrand, co-realizador do filme, fotógrafo e ambientalista; Sofia Marrecas Ferreira Marion, escritora, produtora e patrocinadora através da Fundação Claude & Sofia Marion; Dulce Maria Cardoso, escritora, autora de Eliete – A Vida Normal; e Florence Mangin, da Embaixada de França em Portugal, nomeada, de 2017 a 2019, como Alta funcionária para a Igualdade de direitos no Ministère de l’Europe et des Affaires Étrangères.

Dia 14 de outubro, após a projeção do filme Aznavour por Charles, o Cinema São Jorge promove uma conversa que, partindo do filme, analisa e reflete sobre a obra de um dos mais incontornáveis nomes da chanson francesa, com a presença do fadista Ricardo Ribeiro e do musicólogo e professor Rui Vieira Nery.

Dia 15 de outubro, após a sessão de antestreia de O Capital no Século XXI, juntam-se em torno dos temas levantados pelo filme em torno das dinâmicas de acumulação e a distribuição de riqueza o professor José Tavares e o jornalista Pedro Santos Guerreiro.

Destaque especial para as 14 antestreias que o festival promoverá e duas secções que pretendem dar novas oportunidades a filmes cujas datas de estreia ficaram comprometidas com a pandemia. A edição 2020 da Festa do Cinema Francês passa, então, por: Lisboa (8 a 21 de outubro), Almada (14 a 18 de outubro), Oeiras (15, 17 e 18 de outubro), Coimbra (21 a 24 de outubro) e Porto (26 outubro a 4 de novembro).

O programa para cada uma das cidades pode ser consultado no site oficial, assim como os detalhes sobre a compra de bilhetes.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Sigam-nos

12,987FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
784SeguidoresSeguir

Parceiros

Relacionados

Foo Fighters, The National e Liam Gallagher no Rock in Rio Lisboa 2022

As três bandas têm presença garantida na 9.ª edição do festival - reagendada para junho de 2022 - mantendo assim o alinhamento previsto para este dia.

North Music Festival é adiado, mas para setembro e outubro deste ano

Dois meses depois, eis que finalmente temos novidades sobre o North Music Festival 2021.

ID No Limits passa para 2022

Mais um festival sem condições para realizar-se em 2021 e que é adiado para o próximo ano.

Conhecidos os primeiros nomes para a 5ª edição do Soam As Guitarras

Decorre em maio, junho e setembro em Oeiras, Évora, Póvoa de Varzim e Setúbal.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Plano Ferroviário Nacional quer ligar todas as capitais de distrito e cidades com mais de 20.000 habitantes

Pensado a longo prazo, é a primeira vez que Portugal tem um Plano Ferroviário Nacional. O investimento estimado é de 10 mil milhões de euros.

O novo Pastel de Nata da BAGGA cortou 50% no açúcar

E como seria de esperar, houve uma redução de gordura. Porém, a BAGGA promete o sabor de sempre no seu Pastel de Nata.

McBifana está de volta aos restaurantes McDonald’s

Nas versões McBifana Original e McBifana Mostarda.