WWDC 2020. Novos sistemas operativos e um novo processador foram as novidades apresentadas pela Apple

Num formato totalmente digital, o evento anual da Apple mostrou-nos ainda uma nova Siri e a possibilidade de desbloquearmos o carro com o iPhone.

WWDC 2020

Todos os anos a história repete-se. A Apple anuncia o seu evento anual WWDC, dedicado a programadores, e a Internet rapidamente fica em alvoroço, apesar de, por norma, nunca ser apresentado nada de verdadeiramente espetacular.

Na WWDC 2020, foram apresentadas novidades que já se esperavam, como novos sistemas operativos, e algo que os rumores vieram confirmar: os computadores da marca vão deixar de usar os processadores da Intel, contando antes com um processador próprio da Apple.

Mas vamos por partes.

iOS 14

Rumores anteriores sugeriam que a Apple poderia mudar o nome do seu sistema operativo móvel para iPhone OS, mas tal não aconteceu (ainda). O iOS 14 foi oficializado e, essencialmente, quer que fazer com que os utilizadores sintam que está tudo mais organizado.

Por exemplo, com a App Library, os utilizadores conseguirão organizar todas as apps que têm instaladas nos seus iPhones. No fundo, é uma forma de os utilizadores deixarem de ter todas as apps espalhadas por vários ecrãs, passando a ter somente um com todas elas organizadas por categorias.

Os widgets estão também diferentes. Surgem atualizados, podendo ser incorporados no ecrã principal.

Uma das maiores novidades apresentadas para o iOS 14, porém, foi o PiP (Picture in Picture). Por exemplo, podemos estar a ver um vídeo e, se quisermos, colocar uma aplicação de chat na segunda metade do ecrã, pelo que podemos estar a ver um vídeo e a ver as mensagens que estamos a receber. Sim, só agora o iOS ganhou esta funcionalidade.

Há também novidades no que toca à Siri, que surge com uma nova interface, sendo ainda mais subtil, a app das mensagens tem agora novos memojis (podemos mudar o penteado, colocar máscaras, etc) e a app Maps poderá ser utilizada com bicicleta.

Finalmente, e no toca ao CarPlay, um iPhone com o iOS 14 poderá abrir um carro. Claro, será necessário o automóvel ter o sistema operativo da Apple instalado e ser um modelo recente. Por exemplo, a marca deu o exemplo da versão 2021 do BMW 540i, que deverá ser muitíssimo caro. Ou seja, não é para qualquer bolso.

MacOS Big Sur

Assim se chama o novo sistema operativo da maça para computadores, sejam eles portáteis ou desktops.

A grande novidade aqui é a nova interface, fazendo com que este SO fique o mais parecido possível com o iOS.

Assim, há novos ícones neste MacOS Big Sur, uma nova barra de aplicações e, também, aplicações redesenhadas, como a das mensagens, Mapas e Safari. Sim, o browser que é exclusivo do SO da Apple está, segundo a marca, mais rápido e a consumir menos recursos, mas também mais seguro.

tvOS 14, watchOS 7 e iPadOS 14

Estes já são sistemas operativos secundários, uma vez que não são tão balados como iPhones ou Macs. No entanto, também merecem destaque, continuando a evoluir.

No caso do tvOS 14, as novidades não são muitas. Com a nova versão, a Apple TV passa a ser compatível para comandos Xbox Elite 2 e Xbox Adaptive e ganha também suporte para PiP.

O AirPlay também surge melhorando, suportando resoluções 4K, e será possível na Apple TV vermos o estado dos equipamentos inteligentes lá de casa.

Em relação ao watchOS 7, as novidades apresentadas pela Apple revelam um maior cuidado com o que o utilizador faz diariamente. Por exemplo, e a título de curiosidade, a nova versão do sistema operativo para o Apple Watch irá relembrar os utilizadores de que estes têm de lavar as mãos, referindo ainda qual o tempo indicado para tal ação.

De resto, há novos faces, o sistema poderá dizer ao utilizador quando se deve deitar, mas também a que horas deve acordar, a app de Mapas será atualizada para dar indicações a ciclistas e o Apple Watch terá agora suporte para exercícios de dança. Ou seja, o SO conseguirá identificar quais partes do corpo estão a ser utilizados durante esta atividade.

No que toca ao iPadOS 14, bem, as novidades não são nada por aí além. Acima da tudo, a Apple quer facilitar a vida a quem utiliza os seus tablets.

Apple Silicon, o novo processador dos Mac

Há algum tempo que os rumores circulavam, pelo que a WWDC tratou de os confirmar: a Apple vai introduzir nos seus Macs, sejam portáteis ou desktops, um processador próprio.

Chama-se Apple Silicon e o macOS Big Sur estará otimizado ao máximo para o uso com este processador. Essencialmente, trata-se do adeus da Apple aos processadores da Intel, optando por algo fabricado in house, tal como acontece desde sempre com os iPhones.

O novo processador promete um desempenho sem precedentes, sendo totalmente indicado para profissionais multimédia. Aliás, todos nós sabemos o quanto os Macs são usados para trabalhos pesadíssimos.

Esta transição para processadores Apple Silicon será feita ao longo das próximas gerações do Mac.

Apple TV+

Um pequeno destaque para o serviço de streaming da marca. Foi anunciado que a app ficará brevemente disponível em modelos recentes de TVs Sony e Vizio (de momento, a app somente está disponível em televisores recentes da Samsung e LG, algo incompreensível). De resto, a Apple limitou-se a lançar um teaser da sua próxima grande série, Foundation, que terá um total de 10 episódios. O projeto estreia em 2021.

Fonte:Apple

Sigam-nos

10,851FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
632SeguidoresSeguir

Relacionados

Oficial: iPhone 12 vai ser apresentado a 13 de outubro

Ao que consta, serão reveladas quatro variantes do novo iPhone.

Equipamentos Apple recondicionados pela Forall Phones estão à venda nas lojas CTT

Para já, somente três lojas dos CTT terão um expositor da Forall Phones.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Braga. Nova unidade hospitalar abre a 2 de novembro

Este projeto envolveu um investimento de 10 milhões de euros por parte do grupo Lusíadas Saúde resulta de um acordo com a Santa Casa da Misericórdia de Braga.

Antevisão – Astro’s Playroom. Duplamente sensacional

O novo comando da PlayStation 5 é a estrela desta experiência.