Vodafone vai ajudar até 10 milhões de jovens a desenvolver competências digitais e a encontrar emprego

O Grupo Vodafone anunciou que, até 2022, vai ajudar até 10 milhões de jovens a desenvolverem as suas competências digitais, facilitando a procura de emprego num mercado cada vez mais tecnológico e digital.

- Publicidade -

Intitulado ‘What will you be?’, este é o maior programa a nível mundial com o objetivo de preparar jovens (14 – 25 anos) para a economia digital e disponibilizar aconselhamento de carreira em 18 dos países onde o Grupo está presente.

A iniciativa materializa-se em dois grandes eixos de intervenção: a ferramenta Future Jobs Finder e o aumento do número de vagas destinadas a jovens que, todos os anos, obtêm experiência profissional digital nas várias operações do Grupo.

Desenvolvido pela Vodafone em estreita colaboração com psicólogos especializados, assessores de carreiras e formadores, a Future Jobs Finder é uma ferramenta de desenvolvimento de competências digitais e acesso a oportunidades de emprego nesta área, que permitirá aos utilizadores a realização de um conjunto de testes psicométricos, desenhados para identificar as suas aptidões e interesses, sugerindo as profissões mais adequadas ao perfil de cada um no mercado de trabalho digital.

De acordo com os resultados obtidos, os jovens são direcionados para as oportunidades de emprego existentes em empresas dos mais variados sectores a nível mundial, incluindo a Vodafone. A par disso, estão disponíveis informações acerca de cursos de formação, muitos deles gratuitos, bem como um resumo das principais competências e pontos fortes de cada utilizador e que podem ser usados para melhorar o Curriculum Vitae.

Já no que diz respeito ao aumento de oportunidades para jovens no Grupo Vodafone, a empresa revelou que, nos próximos cinco anos, vai duplicar esse número a nível mundial, impactando um total de cerca de 100 mil pessoas. Em Portugal, a ambição é chegar a cerca de 3000 jovens até ao final de 2022.

Atualmente, a International Labour Organization (ILO) estima que existam mais de 200 milhões de jovens desempregados ou com emprego precário. Em Portugal, a organização indica que a percentagem de jovens com menos de 24 anos sem trabalho ascendia a 23,8% em 2017.

Apesar destes números, o tecido empresarial ainda enfrenta muitas dificuldades em preencher vagas para cargos relacionados com tecnologia que, com a evolução da economia digital, são cada vez mais críticos para o crescimento de qualquer empresa. A Comissão Europeia estima que cerca de 500 mil empregos digitais em toda a União Europeia continuarão por preencher até 2025.


- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Sigam-nos

12,987FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
784SeguidoresSeguir

Parceiros

Relacionados

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Análise – Creative Stage V2

Uma barra de som com um subwoffer dedicado que, em conjunto, podem fazer maravilhas para quem tem televisores mais antigos.

McDonald’s e Burger King estão quase a abrir restaurantes na Nazaré

Após não se ter concretizado a abertura no ano passado, 2021 é o ano em que as cadeias de fast food vão chegar à Nazaré.

Tomatino. Setúbal vai receber novo restaurante dedicado às pastas italianas

Vai situar-se no local que, até então, era do Café 3.