Vintage 2017, da Niepoort, considerado o melhor Vinho Fortificado do Mundo

É uma distinção que enche todos os portugueses de orgulho e eleva a Casa Niepoort – atualmente na sexta geração – e o Vinho do Porto a um patamar ainda mais alto do que aquele que já é seu por direito.

Vintage 2017
- Publicidade -

A Casa Niepoort, no Douro, acaba de ser distinguida com um prémio que nos orgulha a todos: o Vintage 2017 da Niepoort foi considerado o Melhor Vinho Fortificado do Mundo no concurso Best Wine of The World 2021. Uma distinção perfeita para celebrar o Dia Internacional do Vinho do Porto, que se assinala hoje.

Com base na plataforma Tastingbook.com, de origem finlandesa, que se descreve como o maior serviço de informações sobre vinhos do mundo, 190.000 profissionais e enófilos votaram, ao longo de três meses, em 20.675 vinhos de 115 países. Ao todo, foram mais de três milhões os votos recebidos.

Após este período de votação, apenas os 100 vinhos mais votados, organizados em seis categorias diferentes, disputaram as finais, que decorreram em dezembro de 2020. Nestas, os vinhos foram avaliados e classificados duas vezes através de provas cegas pelo júri de profissionais daquela plataforma.

As seis categorias principais dividiram-se entre Melhor Vinho Tinto, Melhor Vinho Branco, Melhor Vinho Rosé, Melhor Vinho Espumante, Melhor Champagne e Melhor Vinho Fortificado. Foi nesta última categoria que o Vintage Port 2017 da Niepoort venceu o mais alto galardão, um reconhecimento para a casa Niepoort, para o Douro e para Portugal.

Equilíbrio, harmonia, concentração, qualidade de taninos e frescura são algumas das características associadas a este Vintage. Criado a partir de vinhas velhas, com idades entre os 60 e os 100 anos, no Cima Corgo, o Vintage 2017 é constituído por uvas de vinhas co-plantadas, pisadas a pé, em lagares de granito, com 100% de engaço. Esta crença na mistura de castas, como eram plantadas as videiras antigamente – e que permite sabores únicos e diferentes de ‘terroir’ para ‘terroir’ – é uma das apostas de longa data de Dirk Niepoort.

O resultado, em termos de aromas, é um nariz tímido, austero e explosivo, que depois se mostra com incrível concentração, potência, taninos marcantes, mas camuflados (e nunca por motivos de sobrematuração). Este é um vinho com uma frescura única, rara num Porto – uma combinação poderosa e elegante, com um final de boca ousado, seco e longo. Pela sua estrutura e corpo, o Vintage 2017 anuncia-se como um vinho com grande potencial de guarda.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

91.ª Feira do Livro de Lisboa vai ser a segunda maior de sempre

Só mesmo a edição de 2019 teve mais expositores.

Crunchyroll Premium está a dar 3 meses de acesso ao Xbox Game Pass para PC

Não, infelizmente não se trata do Xbox Game Pass Ultimate.