fbpx

Chegou a Portugal a Vespa Elettrica, a versão “verde” da icónica scooter

Chamam-lhe a mais inovadora scooter de sempre. Criada para mudar o futuro da mobilidade, a Vespa Elettrica é a versão “verde” da icónica scooter do Grupo Piaggio.

Dizem que a condução é fácil, ágil e agradável (mesmo em velocidades mais baixas e em tráfego urbano congestionado), que não faz barulho nenhum nem tem vibrações. Além disso, os responsáveis referem que a Vespa Elettrica pode minimizar a poluição atmosférica e acústica, tornando as cidades menos caóticas e mais habitáveis.

Tem uma potência máxima de 4kW e um desempenho dinâmico típico de motores elétricos, e, no que diz respeito à aceleração e ao início de subidas, a Vespa Elettrica supera a das tradicionais scooters de 50 cc.

Em termos de bateria, estão prometidos até 100km de autonomia, seja em estrada ou em ambiente urbano. Para recarregar, basta ligar a uma tomada elétrica tradicional ou num posto de recarga público, e, em quatro horas, fica de novo nos 100%.



Ainda na questão da bateria, a marca promete até 1.000 ciclos de carga completos de eficiência máxima, ou seja, entre 50.000 a 70.000 km (equivalente a, aproximadamente, 10 anos de utilização do veículo em ambiente urbano). Mesmo após os 1.000 ciclos de carregamento, a bateria deverá manter 80% da sua capacidade.

A Vespa Elettrica tem disponível o sistema Ride by Wire que permite o controlo da potência do motor. Por exemplo, pressionando o botão RIDING MODE, no lado direito do guiador, é possível alternar entre o modo ECO (com velocidade limitada a 30 km/h e aceleração mais gradual, este modo permite economizar energia e prolongar a vida útil da bateria) ou POWER (modo de condução que explora completamente a potência do motor). Já para facilitar a mobilização da Vespa Elettrica durante manobras, pode-se ainda utilizar o modo REVERSE.

E claro, nesta era tecnológica, fazia todo o sentido que esta scooter estivesse conectada com o mundo. Assim, a nova versão da Plataforma Multimédia da Vespa (que liga o smartphone ao veículo) permite a gestão de recursos na interface incorporada no painel de instrumentos digital, com ecrã TFT a cores de 4,3 polegadas. Ou seja, indicadores como Velocidade, modo de condução, alcance residual em km, nível de carga da bateria (%), qualidade de condução ecológica e nível de energia poderão ser consultados no visor TFT. E sim, o sistema também permite atender chamadas ou reproduzir músicas.

Quanto a preços, está nos 6790€. Já em abril chega uma versão equivalente a um motociclo de 125 cc, ficando disponível por 6.990€. Aos valores mencionados acresce despesas de documentação devidas ao Estado.

- Publicidade -

Afiliados

Sigam-nos

10,778FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
628SeguidoresSeguir

Media Partner

Relacionados

eCooltra associou-se ao cartão Lisboa Viva para dar descontos aos utilizadores

Têm cartão Lisboa Viva e nunca utilizaram o serviço de scooter sharing da eCooltra? Pois bem, têm...

A febre das trotinetes é tão grande que a Audi também já tem uma

O conceito de trotinete elétrica não é, obviamente, recente, mas a Audi apresenta uma solução elétrica para quem ganhou...

Piaggio apresenta versão atualizada da sua scooter de três rodas

A primeira scooter de três rodas, a Piaggio MP3, e também a mais vendida em todo o mundo, foi...

Scooter Nilox Doc Eco é a ideal para andar na cidade

É elétrica, versátil e tem um bom design. Chama-se Doc Eco e é uma scooter elétrica (embora...
- Publicidade -

Mais Recentes

Celebra o aniversário do Batman com o LEGO do seu Batwing

O novo set de coleção é inspirado no icónico veiculo do filme de 1989.

Câmara Municipal de Lisboa vai continuar a apostar em água reutilizada para lavar as ruas e regar espaços verdes

A Câmara Municipal de Lisboa aprovou a proposta para a construção da Rede de Água Reutilizada de Lisboa na Zona Ribeirinha e Bairro Alto.