Maiores de 65 anos começam a ser vacinados com a terceira dose da vacina contra a COVID-19 na próxima semana

- Publicidade -

O Governo já garantiu que haverá vacinas suficientes para arrancar com a inoculação da terceira dose.

Sem ainda se ter atingido a chamada imunidade de grupo, já haverá uma data para se começar a dar as terceiras doses: 11 de outubro. A informação foi avançada esta segunda-feira por António Lacerda Sales, secretário de Estado Adjunto e da Saúde.

“Iniciaremos pelas faixas mais vulneráveis, nomeadamente pelas estruturas residenciais para idosos, pela faixa acima dos 80 anos e depois iremos de uma forma decrescente até à faixa igual ou superior aos 65 anos, como foi feito quando foi a primeira fase de vacinação covid”, disse aos jornalistas o secretário de Estado à margem da assinatura do acordo de cooperação entre o INEM, Liga dos Bombeiros Portugueses e Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, em Lisboa.

Nas próximas horas, a Direção Geral da Saúde emitirá uma norma com “o suporte técnico para essa terceira dose” contra a covid-19 ou dose de reforço, ressalvando que a vacina vai começar por ser administrada a pessoas residentes em lares de idosos e com mais de 80 anos.

Esta terceira dose estava dependente da decisão da Agência Europeia de Medicamentos (EMA), que anunciou esta segunda feira que doses de reforço da vacina anticovid-19 da BioNTech/Pfizer “podem ser consideradas” para pessoas com mais de 18 anos, após seis meses da segunda dose, para aumentar os anticorpos. A EMA decidiu também que uma terceira dose da vacina anticovid-19 da BioNTech/Pfizer e da Moderna só deverá ser administrada na União Europeia (UE) a pessoas com “sistemas imunitários gravemente enfraquecidos” após 28 dias.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Relacionados

- Publicidade -

Mais recentes