Uma VPN pode ajudar na navegação segura na Internet?

Usar uma rede virtual privada (VPN) de confiança pode ser uma maneira segura de navegar na Internet. Inclusive, algo que se recomenda frequentemente é que se mude o IP usando extensões do Google Chrome para VPN. Usar uma VPN é seguro ao ponto de proteger o IP e criptografar o histórico da Internet, pelo que é normal que estas ferramentas sejam cada vez mais utilizadas por agências governamentais para evitar qualquer tipo de espionagem. No entanto, as VPNs não conseguirão manter-vos seguros em todas as situações.

- Publicidade -

Se se estão a perguntar o que é uma VPN, trata-se de uma rede virtual que permite ao utilizador proteger-se a si mesmo e à sua empresa criando uma sessão de navegação privada na web.

Isto é especialmente importante ao usarem o Wi-Fi público para evitar que outras pessoas consigam espiar a vossa atividade online e os dados e informações que vão partilhando.

Uma VPN cria uma conexão segura entre o computador de um utilizador e o servidor VPN, ocultando a sua atividade online e localização.

A segurança de uma VPN permite que os utilizadores protejam a sua privacidade online e evitem que o seu provedor de serviços de internet rastreie a sua atividade de navegação.

Ela funciona assim que ligam o vosso dispositivo (seja um smartphone, PC, tablet ou outra equipamento do género) ao servidor VPN e, em seguida, começa a passar o tráfego da Internet pela ligação do provedor da VPN.

Isto vai ocultar as informações de navegação e tornar mais difícil para os hackers conseguirem reunir informaçãoes ou espiar a atividade online do utilizador.

Continuem a ler e entendam melhor como é que uma VPN pode ajudar na navegação segura na internet!

A navegação privada é realmente privada?

Podem estar a perguntar-se: “Mas eu preciso mesmo de uma VPN quando o meu browser tem um modo de navegação privada?”

Os browsers populares incluem a funcionalidade de navegação privada que permite aos utilizadores navegar na web, sim, mas sem que o histórico, informações de pesquisa e dados locais temporários, como cookies, sejam armazenados.

A navegação privada está disponível nos principais browsers, como Apple Safari no Mac e iOS, modo privado do Google Chrome, Mozilla Firefox, Opera e Microsoft Edge.

O modo de navegação privada de um browser impedirá que os dados sejam armazenados no dispositivo ou computador local de um utilizador.

No entanto, isso não impede necessariamente que as informações sejam partilhadas entre o dispositivo ou computador do utilizador e o seu ISP (Internet Service Provider).

Além disso, terceiros podem ser capazes de detetar a atividade dos utilizadores por meio de sessões de navegação privada, podendo usar essas sessões para explorar o sistema operativo.

Razões pelas quais as VPNs gratuitas não são seguras

“Uma VPN é segura?” é uma pergunta que todos deveriam fazer. E a resposta é direta.

O uso de software livre não é uma solução eficaz para garantir a segurança da VPN, uma vez que, na maioria das vezes, não protege os dados e a atividade de navegação na Internet. Os principais motivos para não usar uma VPN gratuita incluem:

1. Comprometem a segurança do utilizador

Muitas ferramentas VPN gratuitas contêm malware que pode ser usado por criminosos cibernéticos para roubar dados dos utilizadores, obter acesso não autorizado a seus dados ou máquinas ou lançar um ataque cibernético.

Portanto, uma aplicação VPN nem sempre é segura… principalmente se for gratuita.

2. Rastreiam a atividade online

Uma VPN segura deve proteger a atividade de um utilizador enquanto este navega na Internet, mas algumas VPNs gratuitas fazem precisamente o oposto, isto é, espiam a atividade online dos utilizadores.

Alguns serviços de VPN gratuitos analisam ferramentas de rastreamento de terceiros incorporadas nos seus softwares.

Isso permite que as ferramentas de VPN reunam informações do utilizador e as vendam com lucro, o que vai fazer com que os anunciantes virem atenções para os utilizadores de VPNs gratuitas com anúncios.

Algumas ferramentas VPN gratuitas ocultam informações sobre se partilham ou vendem dados de utilizadores, mas outras dizem precisamente isso nas suas políticas de privacidade.

3. Limitam o uso de dados

As VPNs são ótimas para proteger dados ou ocultar a localização de um utilizador, principalmente quando este quer assistir a um filme num serviço de streaming que não está disponível na sua região.

No entanto, uma VPN gratuita normalmente limita a quantidade de dados que os utilizadores podem usar por meio da ferramenta.

Isso pode incluir um limite de GB que podem usar por mês, limitar a quantidade de tempo que a VPN fica disponível por sessão ou desbloquear apenas alguns sites.

Portanto, as ferramentas VPN gratuitas não são ideais para pessoas que desejam proteger os seus dados ou mascarar a sua localização por um período de tempo considerável.

4. Diminuem a velocidade da Internet dos utilizadores

Semelhante ao problema de limitação de dados anteriormente mencionado, as VPNs gratuitas podem fornecer velocidades de Internet mais lentas do que as ferramentas premium.

Mesmo as opções de VPN gratuitas conhecidas ​​fornecerão uma ligação de Internet mais lenta do que a disponível nas opções pagas.

Naturalmente, a prioridade será dada a clientes pagantes, o que pode desacelerar ainda mais os seus serviços gratuitos.

Conclusão

As VPNs são uma forma segura de aceder à internet… isto desde que escolham uma opção credível.

No momento de escolher, tenham muita atenção às VPNs gratuitas, já que essas, sim, podem não ajudar no que toca a ter uma navegação segura.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

Nazaré cancela eventos de rua do Carnaval 2022 e ativa Plano Municipal de Emergência

As regras no município podem apertar se o presidente da câmara assim o decidir.

Não haverá festas de passagem de ano no Algarve

E foram também canceladas várias iniciativas que integravam a programação de Natal.

Análise – Sony Pulse 3D Midnight Black

Fez no passado mês de novembro um ano desde que a PlayStation 5 chegou ao mercado. Com ela vieram também os primeiros acessórios, entre eles os Sony Pulse 3D, que recentemente tiveram um “relançamento” numa nova cor.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Nazaré cancela eventos de rua do Carnaval 2022 e ativa Plano Municipal de Emergência

As regras no município podem apertar se o presidente da câmara assim o decidir.

Não haverá festas de passagem de ano no Algarve

E foram também canceladas várias iniciativas que integravam a programação de Natal.

Análise – Sony Pulse 3D Midnight Black

Fez no passado mês de novembro um ano desde que a PlayStation 5 chegou ao mercado. Com ela vieram também os primeiros acessórios, entre eles os Sony Pulse 3D, que recentemente tiveram um “relançamento” numa nova cor.