Em Lisboa, as trotinetes da Bird têm de ser obrigatoriamente estacionadas em locais pré-definidos

- Publicidade -

Caso não o façam, continuarão a pagar a viagem até estacionarem num local designado para o efeito.

Numa altura em que as trotinetes partilhadas começam novamente a surgir em cada vez mais cidades, seja deste ou daquele operador, também as queixas dos cidadãos vão aumentando. Afinal de contas, há sempre quem deixe as trotinetes mal estacionadas, algo que pode condicionar o trânsito ou, em casos mais graves, até provocar acidentes.

Para mudar o panorama, a Bird lançou uma novidade que vai agradar a esses queixosos, mas que pode não agradar tanto a quem está a andar de trotinete e precisa de percorrer mais uns minutos para terminar viagem. A partir de agora, caso estejam a andar de trotinete Bird em Lisboa, terão obrigatoriamente de estacionar em locais pré-definidos para terminar viagem. Sim, até podem deixar a trotinete parada noutro local, mas continuarão a pagar pelos minutos até que a mesma esteja devidamente parqueada.

Em Lisboa, os utilizadores da Bird na zona das Avenidas Novas são os primeiros a ter acesso a este sistema, mas o objetivo é depois alargá-lo a outros pontos da capital onde as trotinetes são mais utilizadas e onde se tem verificado um estacionamento mais desordenado. Os locais de parqueamento obrigatório são previamente definidos, num processo promovido pela Câmara Municipal de Lisboa, sendo que a Bird também já implementou, com sucesso, este modelo na cidade do Porto.

Adicionalmente, para oferecer novas funcionalidades de segurança aos seus utilizadores, colocou na cidade o seu modelo de veículo mais recente, a Bird Três. Está equipada com uma bateria com capacidade de até 1 kWh, o que significa que exige recargas menos frequentes e pode percorrer mais quilómetros. Isto traduz-se num sistema ambientalmente mais sustentável que permite a redução de emissões de carbono, ao longo do ciclo de vida da trotinete.

A Bird é o operador presente no maior número de cidades em Portugal: Lisboa, Porto, Gaia, Cascais, Coimbra, Braga, Faro, Évora, Tomar e Maia.

- Publicidade -
- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

NOS dá minutos grátis para as trotinetes da Bird

Uma borla que poderá ser utilizada na próxima semana.

Trotinetes Whoosh vão, em breve, detetar quando dois utilizadores estão numa única trotinete

Este é um dos problemas mais difíceis de ultrapassar no que toca à micromobilidade.

Bicicletas da Bird chegaram ao Porto e Espinho

Já são quatro as cidades portuguesas com as bicicletas partilhadas da Bird.

Bird chega a Guimarães com trotinetes e bicicletas partilhadas

A BIRD é a primeira operadora a lançar o serviço de trotinetes e bicicletas partilhadas no âmbito das licenças atribuídas pela autarquia.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Vila Galé em Tomar deverá estar pronto até novembro de 2023

E será uma unidade hoteleira de cinco estrelas.

Arcade Fire no Campo Pequeno – A música vence sempre?

A banda canadiana recordou-nos que é obreira de alguma da melhor música das últimas duas décadas. O resto? Pois, o resto logo se verá.