Top Atlântico lança programas de viagem que promovem um turismo mais sustentável

- Publicidade - trk
- Publicidade -

Há escapadinhas, expedições, circuitos e até programas de voluntariado.

“Precisamos de um Planeta são para viver e para viajar e o Turismo tem um papel determinante na sustentabilidade. Por isso decidimos iniciar um processo de transformação e melhoria nas viagens, criando um segmento dedicado a este objetivo.” É desta forma que a Top Atlântico começa por vender o seu novo projeto Top Atlântico+Planeta, programas de viagem que incorporam e privilegiam fatores que pretendem contribuir para uma maior sustentabilidade.

O objetivo deste Top Atlântico+Planeta passa por:

  • Privilegiar sempre o recurso a fornecedores locais que contratem trabalhadores locais, promovendo a economia dos lugares;
  • Incluir visitas aos mercados locais onde os viajantes possam fazer compras que alimentem e promovam os comerciantes e comunidades locais;
  • Incorporar componentes formativas e de sensibilização à preservação da natureza e das espécies;
  • Visitas a parques naturais, cujo preço da entrada contribui para projetos de conservação;
  • Visitas ou interação com as comunidades, participando em projetos que contribuam para o desenvolvimento local e ou ensinem os viajantes sobre a cultura e património a preservar.

Adicionalmente, todas as viagens contribuirão com a plantação de árvores ao abrigo do programa Criar Bosques da Quercus.

Há escapadinhas, expedições, circuitos e até programas de voluntariado.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

- Publicidade -

Relacionados

- Publicidade -
- Publicidade - trk
- Publicidade -

Mais Recentes

Linha do Oeste vai ser finalmente modernizada

A capacitação da Linha do Oeste, até Caldas da Rainha, possibilitará a redução do tempo de viagem entre Caldas da Rainha – Lisboa e Torres Vedras – Lisboa em cerca de 30 minutos.

Stormzy fora do NOS Alive 2022. Horários já estão disponíveis

Está naquela altura de fazer escolhas.

Governo vai avançar com aeroportos no Montijo e em Alcochete. O de Lisboa é para fechar

O do Montijo, que será complementar, deverá estar pronto em 2026. Já o de Alcochete, que substituirá o de Lisboa, estima-se que entre em funcionamento em 2035.